Ciúmes durante “sexo a três” termina em tentativa de homicídio em Piracicaba (SP)

A Polícia Civil de Piracicaba (SP), investiga uma tentativa de homicídio que envolve um suposto funcionário do Tribunal de Justiça local, que, ao ser preso, tentou intimidar as autoridades locais, dizendo ser influente. A corregedoria do órgão foi acionada para se explicar.

Segundo Boletim de Ocorrência, na noite da virada, após uma festa, o funcionário do tribunal, um escrevente de 42 anos, com o namorado, um estudante de 23 anos, conheceram uma terceira pessoa, também estudante, de 39 anos. O agressor teria oferecido ao “novo amigo” carona para casa, porém não aceitou, mas ao saber que o rapaz de 23 anos iria no carro, decidiu ir junto.

Durante o trajeto, o agressor decidiu mudar a rota e entrou em um motel na Avenida Alberto Vollet Sachs. Já no quarto, quando começou o ato, o homem de 42 anos, não gostou da interação do “novo amigo” com seu namorado, de 23 anos, e teve uma crise de ciúmes, pegando um canivete e tentando matar o rapaz que saiu correndo e tentou ajuda na portaria, mas acabou sendo golpeado várias vezes.

Acionada, a Polícia Militar foi ao local e, na tentativa de prender o escrevente, por homicídio tentado, o mesmo ameaçou os agentes dizendo ser uma pessoa influente, que trabalhava no Tribunal de Justiça local, e tinha contatos. A corregedoria do órgão foi acionada e deve abrir processo para investigar o funcionário.

A PM precisou pedir reforço policial de um esquadrão, ainda segundo o documento da Polícia Civil, para só então deter o funcionário público. O Corpo de Bombeiros foi ao local e socorreu o estudante, de 23 anos, até o Hospital dos Fornecedores de Cana.

Imagens

O circuito interno de câmeras do motel gravou o funcionário do Tribunal esfaqueando o namorado. As imagens e o canivete usado no crime foram apreendidos.

Cela especial

O escrevente foi preso em flagrante e teve direito a uma cela especial:

“Em virtude do indiciado tratar-se de funcionário do poder judiciário, foram feitas as comunicações pertinentes ao Tribunal de Justiça e a Corregedoria, além da expedição de mensagem repercussão e comunicação ao escalão superior da Polícia Civil. Foi feito contato com o escrevente do plantão judiciário, comunicando o fato, sendo informado pelo escrevente de plantão, Diego, que a audiência de custódia ocorrerá na data de 01/01/2022, seguindo o rito normal do plantão judiciário.”, finaliza o documento.

Informar Erro

Só falta você!

O PIRANOT se prepara para alcançar meio bilhão de acessos até o final de 2023. Queremos que você faça parte ainda mais da nossa história. Por isso, convidamos você para seguir nosso conteúdo no Google News e ajudar o portal de notícias a alcançar ainda mais espaço nacionalmente. Clique aqui e siga-nos

Leia também