Dono de hamburgueria é preso por manter laboratório para produção de ‘maconha gourmet’

A ‘maconha gourmet’ é muito mais potente e muito mais cara. A droga é consumida por classe média, média-alta ou classe alta

O dono de uma hamburgueria de Curitiba foi preso em flagrante por manter um laboratório para produção de ‘maconha gourmet’ durante uma operação da Polícia Civil, nesta quarta-feira (02). Mandados de busca e apreensão foram cumpridos em três bairros da capital paranaense.

O delegado Rodrigo Brown, do Centro de Operação Especiais (Cope), disse que a droga era produzida para ser vendida por preços altos.

“A casa é alugada única e exclusivamente para a produção e fabricação dessa maconha gourmet, que é muito mais potente e muito mais cara. A droga é consumida por classe média, média-alta ou classe alta”, afirmou.

De acordo com a polícia, as investigações começaram depois de uma denúncia. A Justiça autorizou o cumprimento de ordens de buscas na casa do empresário, na hamburgueria e em uma casa alugada.

No imóvel alugado, os agentes encontraram uma espécie de estufa de drogas, com vários equipamentos, como ar-condicionado e luzes específicas. A Polícia Civil investiga agora se a hamburgueria era usada como ponto de venda para drogas.

*** Com informações do G1.

Informar Erro
Leia também