Caso Maria Clara: vídeo mostra momento em que funcionário da Record apanha

Maria Clara foi encontrada morta dentro de uma caixa de papelão na manhã desta sexta (18)

O PIRANOT obteve um vídeo que mostra um funcionário da Record sendo agredido nesta manhã (18), em Hortolândia, quando uma equipe do “Cidade Alerta” gerava conteúdo para o programa de hoje, que falará exclusivamente sobre o caso Maria Clara, a menina de cinco anos encontrada morta dentro de uma caixa de papelão.

Foto: Divulgação

Em entrevista ao PIRANOT, o editor-chefe de jornalismo do programa, Renato Bottene, lamentou o ocorrido. “Meu auxiliar foi agredido e hospitalizado, além de uma viatura nossa ter sido depredada”, contou.

O funcionário agredido também falou com o PIRANOT. “Estou bem, embora ter que levar uns pontos no rosto”, contou ele que não quer ter o nome divulgado. Uma foto dele, machucado, foi cedida para nós.

Como começou a confusão

Segundo o auxiliar, tudo corria bem durante a gravação da reportagem. “Fomos chamados pela família, mas do nada chegou duas pessoas, de fora, e, ao saberem do encontro do corpo, avançaram para cima de nós”, disse.

A viatura de reportagem depredada teve de ser guinchada até o bairro paulistano da Barra Funda, onde funciona a sede nacional da Record.

Vídeo

O PIRANOT teve acesso ao vídeo da agressão. Nele é possível ouvir uma funcionária pedindo por socorro e implorando para que parassem de agredir o colega. Assista logo abaixo:

 

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Prosseguir Mais detalhes