Cetesb aponta causa do aparecimento de vários peixes mortos no Rio Piracicaba

Conforme o PIRANOT noticiou na última sexta-feira (21), uma moradora do Distrito de Ártemis, em Piracicaba (SP), denunciou ao PIRANOT e a Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) sobre o aparecimento de vários peixes mortos em sua chácara que fica próxima de duas empresas químicas.

Foto: Divulgação

Segundo ela, há cerca de um mês os peixes começaram a aparecer em menor número. “Estamos na piracema e notamos que começaram a aparecer alguns mortos, porém na noite de quarta-feira foi pior. O número de peixes buscando a borda do Rio Piracicaba sem ar foi impactante”, alega.

Em contato com a Cetesb, a companhia enviou uma nota na manhã de hoje (24), explicando o que pode ter causado a morte dos peixes. Confira abaixo na íntegra:

Na última semana, nos dias 19, 20 e 21, técnicos da Agência Ambiental de Piracicaba vistoriaram uma várzea, dentro de uma propriedade rural, próxima ao Rio Piracicaba, onde foi constatada a presença de alguns exemplares de peixes mortos.

Após análise da água foi verificado que o oxigênio dissolvido estava baixo, provável causa da mortandade.

Não foram encontrados lançamentos de esgotos domésticos ou industriais, após vistorias na área.

Constatou-se que a várzea apresentava características de eutrofização e, de acordo com a informações dos moradores, possui baixa profundidade, assim, a decomposição da matéria orgânica, acelerada pela alta temperatura da água (>20,00°C) contribuiu para perda do oxigênio dissolvido, que culminou com a morte dos peixes.

Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Informar Erro
Leia também