Peixes aparecem agonizando e mortos em dois pontos do Rio Piracicaba; casal tenta salvá-los

Peixes aparecem agonizando e mortos em dois pontos do Rio Piracicaba; casal tenta salvá-los

Ainda não sabe o que tem provocado a mortandade

Uma moradora do Distrito de Ártemis, em Piracicaba (SP), denunciou ao PIRANOT e a Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) sobre o aparecimento de vários peixes mortos em sua chácara que fica próxima de duas empresas químicas. Ainda não sabe o que tem provocado a mortandade.

Foto: Wagner Romano / PIRANOT

Segundo a fonte do PIRANOT, há cerca de um mês os peixes começaram a aparecer em menor número. “Estamos na piracema e notamos que começaram a aparecer alguns mortos, porém na noite de quarta-feira foi pior. O número de peixes buscando a borda do Rio Piracicaba sem ar foi impactante”, alega.

Acionada, a Cetesb esteve no local ontem (20) em dois horários na parte da manhã e da tarde. “Eles alegam que tem relação com a chuva, porém nós sabemos que não tem”, diz a fonte do PIRANOT que não quis ser revelada. Ela conta ainda que sentiu uma anormalidade no dia das mortes. “Um cheiro horrível vindo do rio. Não sei o que era”.

Outra fonte do PIRANOT, que trabalha em um órgão de segurança pública, também fez imagens de um açude que seria usado por essas empresas próximas. Nas imagens, podemos ver uma água preta e muitos peixes mortos. Ainda não foi confirmado se existe ligação entre as mortes e este açude, muito menos com as empresas químicas próximas do rio.

O PIRANOT aguarda um posicionamento da Cetesb.

Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também