Situação Financeira do Palmeiras Após 30 dias do Coronavírus

Por conta da paralisação dos torneios de futebol em todo o mundo, reflexo da pandemia do Coronavírus (Covid-19), muito se tem falado sobre o que o Palmeiras fará para manter saudável todas as suas finanças, além de pagar em dia os jogadores e a comissão técnica. Diante deste cenário de pandemia, saiba o que o Verdão vem fazendo para minimizar ao máximo a crise dentro do clube.

Situação Financeira do Palmeiras Após 30 dias do Coronavírus
Foto: Lance.

Situação Financeira do Palmeiras com os Jogadores

Nesta quarta-feira, dia 01 de abril, começa no Palmeiras o período de férias coletivas de todo o elenco. Ao mesmo tempo, tem início nos bastidores do clube uma fase de estudos para definir como será aplicado uma possível redução salarial ao elenco durante a paralisação do calendário por conta da pandemia provocada pelo coronavírus (Covid-19). Tudo isso se dá por um motivo bem simples: a diretoria quer, primeiro, cuidar de sua parte financeira, e, depois, traçar os planos.

Situação Financeira do Palmeiras com os Funcionários

Por ora, o que o clube paulistano informou é que haverá, não somente aos jogadores, mas também aos membros da comissão técnica, um período de férias coletivas. Esse período será, mais especificamente, do dia 01 a 20 de abril. Ao término dessas férias coletivas, o clube vai pensar se ampliará (ou não) esse período por mais dez dias — tudo depende do andamento dos casos de coronavírus (Covid-19) em todo o país.

Palmeiras Fez Proposta de Acordo Salarial com Jogadores?

Em relação a salário, vale frisar que o time paulistano pagará aos seus jogadores os vencimentos integrais de março — valor previsto em carteira e mais direitos de imagem — ainda neste início de abril. Já ao longo do mês, a diretoria do Palmeiras realizará um estudo detalhado para acordar como será feito o pagamento para o começo do mês de maio. O Palmeiras pretende tomar todas essas decisões aos poucos e com o desenrolar da pandemia em todo o país.

Na pior das hipóteses, caso a pandemia de coronavírus no Brasil não apresente um quadro de melhora, o Palmeiras estudará sua situação financeira para (01) propor ao elenco alguma redução ou (2) combinar que o pagamento referente ao mês seja adiado para outra data.

Campeonato Estadual Voltará a Ser Disputado em 2020?

Por conta da pandemia de coronavírus (Covid-19) em andamento no país, muita coisa sobre o futebol ainda está incerta. O grande problema é que a pandemia não há data para terminar, o que faz com que muitas decisões dependam unicamente da melhoria (ou não) do quadro. Com fases finais dos estaduais a serem disputadas e o Campeonato Brasileiro inteiro pela frente, ainda sabemos quais mudanças poderão ocorrer.

Sendo positivo em relação à pandemia: a expectativa é que o futebol volte a ser disputado no final de junho, começo de julho.

Por conta disso, muitos dirigentes estariam apontando para o fim dos Estaduais deste ano ou, em outra hipótese, para a saída dos clubes considerados grandes das edições de 2021.

Outra hipótese, para que não se alterem os estaduais, seria encurtar o Campeonato Brasileiro para somente um turno. Contudo, esta ideia divide opiniões e encontra forças contrárias e também favoráveis. Os que a defendem acreditam que essa maneira não atrapalharia outros torneios, como Copa do Brasil, Libertadores, Sul-Americana ou o Mundial, caso algum brasileiro o dispute. Os contrários a ela temem a redução do dinheiro recebido em cotas de transmissão do Campeonato Brasileiro, por conta do número menor de datas.

Situação do Campeonato Brasileiro até o Momento

Com todas as competições suspensas em meio à pandemia do coronavírus (Covid-19), os clubes e também a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) debatem qual será o rumo do calendário do futebol brasileiro. Até o momento, ainda não há uma data nem uma estimativa de quando os jogos recomeçarão. Tudo, até o momento, segue incerto, contudo uma coisa já foi esclarecida: as datas não devem invadir a temporada 2021.

Quanto à temporada 2021, as datas e compromissos serão totalmente preservadas. Assim que tudo for normalizado e esse pandemia de coronavírus (Covid-19) finalmente chegar ao fim, a grande prioridade será concluir os estaduais e a Copa do Brasil.

Um dos motivos de os times e da própria CBF não querer alterar em nada o calendário 201 será, em parte, por conta dos patrocinadores. O calendário 2021 já envolve acordos fixos e as emissoras transmissoras em torno do número de datas e período das competições. Por isso, qualquer alteração traria grandes prejuízos a todos os envolvidos.

O Palmeiras conseguirá pagar suas contas nesse mês de abril?

O Palmeiras é um clube que, assim como todos os outros, tem buscado reduzir suas despesas para que este calendário de paralisação não prejudique demais as suas finanças. O que ajuda — e muito — o time paulista é que o clube conta com recursos extras, em especial uma ajuda da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), que adiantou o pagamento de R$ 9 milhões. Este valor é referente à parcela de 60% da cota de participação na Libertadores.

Informar Erro
Leia também