Rio Piracicaba, um dos rios mais famosos do interior paulista

- PUBLICIDADE -

Com cerca de 115 km de extensão, o Rio Piracicaba é um dos rios mais famosos do interior do Estado de São Paulo, conhecido, também, por ser o maior afluente em volume de água do rio Tietê. Além de sua fama, o Rio Piracicaba é responsável ainda por abastecer a Região Metropolitana de Campinas e parte da Grande São Paulo.

Uma foto do Rio Piracicaba
Foto: Rafael Fioravanti / Jornal PIRANOT

Sobre o rio

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A bacia hidrográfica do tradicional Rio Piracicaba se estende por uma área de 12.531 km², localizada a sudeste do Estado de São Paulo. O rio nasce em uma área conhecida por três fronteiras, situada na fronteira das cidades de Paulínia, Cosmópolis e Americana. É neste local, também, onde ocorre o encontro dos rios Atibaia e Jaguari, saindo dali já com o nome de Rio Piracicaba.

Após cruzar praticamente toda a cidade de Piracicaba, o nome do rio, daí para frente, muda para o nome de Rio Corumbataí. De maneira geral, vale lembrar que, de sua formação até a foz no Rio Tietê, o Rio Piracicaba percorre ao todo 115 km.

O nome Piracicaba vem da língua tupi e significa “Lugar onde o peixe pára.”

A bacia hidrográfica do rio Piracicaba está situada em uma das regiões mais desenvolvidas de todo o Estado de São Paulo, abrangendo municípios como Piracicaba, Limeira, Americana, Rio Claro, Santa Bárbara d’Oeste, Bragança Paulista, Campinas, e Atibaia.

Cultura

O Rio Piracicaba está imortalizado também na cultura popular do Estado de São Paulo, principalmente na música homônima, gravada pela dupla Tião Carreiro e Pardinho.

O Rio de Piracicaba
Vai jogar água pra fora
Quando chegar a água
Dos olhos de alguém que chora
Quando chega a água
Dos olhos de alguém que chora.

La no bairro que eu moro
Só existe uma nascente
A nascente dos meus olhos
Já formou água corrente.

Pertinho da minha casa
Já formou uma lagoa
Com lagrimas dos meus olhos
Por causa de uma pessoa.

O Rio de Piracicaba
Vai jogar água pra fora
Quando chegar a água
Dos olhos de alguém que chora
Quando chega a água
Dos olhos de alguém que chora.

Eu quero apanhar uma rosa
Minha mão já não alcança
Eu choro desesperado
Igualzinho uma criança.

Duvido alguém que não chora
Pela dor de uma saudade
Quero ver quem que não chora
Quando ama de verdade.

O Rio de Piracicaba
Vai jogar água pra fora
Quando chegar a água
Dos olhos de alguém que chora
Quando chega a água
Dos olhos de alguém que chora.

Uma foto do Rio Piracicaba
Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

- Continue depois do anúncio -

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir