Vereadores e prefeito interino/presidente da Câmara de Mombuca (SP) são cassados

.

Foto: Câmara Municipal de Mombuca

A cidade de Mombuca, na região de Piracicaba (SP), que já não tem prefeito pelo fato do eleito, Marcos Poletti (PSD), ter tido a candidatura impugnada, agora está sem administração municipal. Isso porque uma decisão da juíza Márcia Yoshie Ishikawa determinou a cassação do mandato do prefeito interino e presidente da Câmara Municipal de Vereadores Mauro da Costa.

Além do prefeito substituto, os vereadores Eugênio de Oliveira Neto e Walter Aparecido Martins de Moraes também foram impugnados. Contra eles pesa uma acusação por fraude nas eleições de 2016 quando a coligação que eles participaram, dos partidos PR-PSB-PV e PP-PDT-PTB-PMDB-DEM, teria descumprido a lei que exige que haja pelo menos 30% de candidatas mulheres. De acordo com o despacho da juíza, a coligação usou laranjas para cumprir a exigência e por isso tiveram a permissão para concorrer, porém não conseguiram provar que as mesmas de fato eram candidatas.

Os políticos ainda podem recorrer da decisão junto ao TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) e, caso voltem a perder, ao STF (Supremo Tribunal Federal). Durante esse tempo, os advogados podem obter autorização para que os acuados continuem exercendo as funções normalmente. No caso para prefeito, a cidade terá uma nova eleição.

Informar Erro
Leia também