Integrantes do PCC são presos por policiais do BAEP em Iracemápolis

Ao todo, policiais apreenderam 1,647 kg de maconha, R$ 194 reais, uma arma de fogo calibre 38, quatro munições, dois celulares, um caderno com anotações do tráfico e um talão de rifa do PCC

- PUBLICIDADE -

Dois integrantes do PCC foram presos por policiais do BAEP (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) por volta das 16h04 desta quinta-feira (22), em Iracemápolis (SP). Eles foram encontrados em uma residência da Rua Luiz Vergenhassi, no bairro Jardim Herminio Demarchi.

Integrantes do PCC são presos por policiais do BAEP em Iracemápolis
Foto: BAEP

Policiais do BAEP faziam patrulhamento de rotina pela cidade de Iracemápolis, momento em que tomaram ciência de que em uma residência da Rua Luiz Vergenhassi, residia um indivíduo conhecido popularmente como “Testa”, apontado como membro da facção criminosa PCC. Além de atuar como “disciplina da cidade”, este indivíduo também era conhecido por distribuir drogas nos comércios do bairro.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Ciente destas informações, o BAEP se deslocou até a residência e, após diligências, logrou êxito em abordar o referido indivíduo ainda no portão do imóvel com uma mochila nas costas. Em ato contínuo, outro indivíduo também acabou abordado no fundo da residência, enquanto tentava se livrar de uma arma de fogo.

Com o primeiro indivíduo – conhecido como “Testa” – policiais encontraram em seu bolso R$ 44 reais. Já em sua mochila, foram encontrados dois tabletes prensados de maconha, 52 porções de maconha prontas para venda, embalagens para acondicionar drogas e um caderno com anotações do tráfico. Ao ser questionado, ele confessou ser membro do PCC e que atuava como “caixote” na região (responsável por cobrar mensalidade de cada integrante da facção). Ele tem 30 anos de idade e possui passagem por tráfico de drogas.

Já com o segundo indivíduo, policiais do BAEP encontraram R$ 150 reais, um aparelho celular e um talão de rifa. Ao ser indagado, ele também confessou ser membro do PCC e que atuava “fazendo o fechamento das rifas”, ou seja, angariando recursos para o crime organizado. Ele tem 33 anos e também possui passagem por tráfico de drogas.

Diante dos fatos, ambos receberam voz de prisão.

APREENSÃO TOTAL — Ao todo, policiais apreenderam 1,647 kg de maconha, R$ 194 reais em dinheiro, uma arma de fogo calibre .38, quatro munições de calibre .38, dois celulares, um caderno com anotações do tráfico e um talão de rifa do PCC.

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir