Connect with us

Elias Fausto

Prefeito polêmico de Elias Fausto é executado com tiros na cabeça e ombros

Avatar

Published

on

Foto: Foto: Tonny Machado / Rádio Raízes FM

Foto: Foto: Tonny Machado / Rádio Raízes FM

O prefeito da cidade de Elias Fausto, na região de Capivari, Laércio Betarelli (PSDB), foi assassinado na manhã de hoje (02) quando visitava uma obra no bairro Carimã. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o corpo do prefeito foi levado para necrópsia no Instituto Médico-Legal de Piracicaba para ser periciado e liberado para a família.

O politico foi morto com disparos de arma de fogo que atingiram os ombros e a cabeça. Conforme informações da Polícia Civil e da Guarda Municipal, o crime aconteceu por volta das 9 horas. Nenhum suspeito foi localizado até o momento. As causas do atentado também permanecem indefinidas.

Betarelli estava sozinho no momento do crime, ainda segundo a GM, mas alguns operários que estavam próximos ao local da morte presenciaram os disparos. Eles já foram ouvidos informalmente.

Foto: Arquivo

Foto: Arquivo

Betarelli vistoriava a obra de canalização de um córrego quando uma caminhonete se aproximou e um suspeito desceu do veículo e efetuou os disparos. As testemunhas afirmaram que, além do homem que atirou, outro dirigia o veículo.

Após ser comunicado do crime, o secretário de Segurança Pública do Estado, Alexandre de Moraes, viajou até Piracicaba para conversar com o diretor do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior, Paulo Afonso Bicudo. As investigações serão feitas pela Delegacia de Investigações Gerais da Seccional de Piracicaba.

De acordo com a secretaria, ontem o prefeito, o secretário de Segurança Pública e oito vereadores da cidade estiveram reunidos para assinar um convênio com a Polícia Militar.

A prefeitura de Elias Fausto publicou no Facebook uma mensagem de luto em homenagem ao prefeito.

Policiais fazem buscas pelos suspeitos, mas ninguém foi preso.

POLÊMICO – A Polícia Civil informou que não descarta nenhuma hipótese para o crime, inclusive motivos políticos ou mesmo relacionados a licitações na cidade, já que o prefeito assassinado registrou, em março, um boletim de ocorrência onde afirmou ter sido ameaçado por um empreiteiro que prestou serviços à prefeitura.

Na ocasião, segundo relato de Betarelli, o empreiteiro, que disse que não recebeu pelo serviço prestado, chegou a colocar uma faca no pescoço dele.

Além da ameaça, Betarelli também colecionou polêmicas, a última delas envolveu o delegado da cidade, Gullis Scrocca. O prefeito chegou a pedir a saída dele do cargo ao secretário de Segurança paulista, Alexandre de Moraes, em 22 de setembro. Na ocasião, o prefeito afirmou que o policial era “omisso, inoperante e ausente”.

Seguiu-se à declaração uma troca de farpas entre as duas autoridades onde o delegado disse que a declaração do prefeito foi política, motivada pela ação da polícia contra aliados políticos de Betarelli.

Agora, caberá ao próprio Scrocca investigar a morte. A reportagem tentou falar com o delegado, mas ele não foi localizado até o fechamento da matéria.

CARREIRA – Laércio Betarelli nasceu em 13 de fevereiro de 1957. Foi professor de estatística e física e trabalhou no Departamento de Obras da prefeitura, até que, em 1989, foi eleito vereador. Foi prefeito da cidade entre os anos de 1997 e 2000 e de 2005 a 2008 e cumpria seu terceiro mandato na prefeitura. Na última eleição ele venceu com mais de 60% dos votos válidos, mas enfrentava suspeitas de improbidades administrativas.

Com informações da Agência Brasil, Rádio Raízes FM e UOL.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.