Polícias Militar e Civil capturam um dos criminosos mais procurados do Estado de SP

Ele é considerado autor e líder de quadrilhas que atuam em roubos contra empresas de transportes de valores, agências bancárias e redes varejistas na região de Campinas

- PUBLICIDADE -

Na manhã desta quinta-feira (17), as polícias Militar e Civil capturaram um dos criminosos mais procurados do Estado de São Paulo. O indivíduo — mais conhecido como “zequinha” — tinha envolvimento com roubos a várias instituições financeiras.

Polícias Militar e Civil capturam um dos criminosos mais procurados do Estado de SP
Foto: Polícia Militar

O criminoso foi preso durante atividades da “Operação Divisas Integradas II”, em uma chácara na área rural às margens da represa Jurumirim, na região de Avaré, interior do Estado.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

OPERAÇÃO — Para sua captura, foi realizado um esquema estratégico que envolveu equipes da Força Tática do 12º e 53º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), além de agentes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Avaré. Além destes, também participaram da operação equipes do 1º Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) com duas embarcações e o efetivo especializado do Comando de Policiamento do Interior – 7 (CPI-7), com apoio de drone. Cães farejadores também contribuíram com os trabalhos.

SOBRE O CRIMINOSO — Condenado há 30 anos de prisão e com um mandado de prisão preventiva em aberto, o criminoso se evadiu do sistema penitenciário em 2001. Ele é considerado autor e líder de quadrilhas que atuam em roubos contra empresas de transportes de valores, agências bancárias e redes varejistas de eletroeletrônicos na região de Campinas, com utilização de explosivos e armamentos de grosso calibre.

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir