PM desaparecido é achado morto, nu e amarrado dentro de carroça em SP

Quatro homens que empurravam a carroça foram presos em flagrante pela Polícia Militar (PM) por suspeita de homicídio

Um policial militar de 32 anos que estava desaparecido desde a última sexta-feira (16) foi encontrado morto, nu e amarrado dentro de uma carroça na região da Cracolândia, Centro de São Paulo, no sábado (17).

Uma foto da carroça onde o corpo do PM foi localizado
Foto: Reprodução/Redes sociais

Contudo, a identidade dele só foi confirmada nesta segunda-feira (19) pelo Instituto Médico Legal (IML) e pelo Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD). O corpo do soldado Daniel Alves de Lima tinha sinais de violência, com algumas partes esmagadas.

Quatro homens que empurravam a carroça foram presos em flagrante pela Polícia Militar (PM) por suspeita de homicídio. Eles disseram à Polícia Civil que não sabiam que havia um corpo dentro da carroça. A PM apreendeu cordas e uma faca que estavam com o grupo.

O caso foi registrado como homicídio qualificado no 2º Distrito Policial (DP), no bairro Bom Retiro. A delegacia aguarda os resultados de exames periciais que irão apontar a real causa da morte. Os investigadores da Polícia Civil estão apurando o caso.

Daniel Lima trabalhava na 1ª Companhia do 18º Batalhão da Polícia Militar, em Presidente Prudente, interior do Estado, cidade onde nasceu. Segundo informações e fotos que circulam em redes sociais de policiais, ele tinha um trabalho de evangelização junto a dependentes químicos em São Paulo.

Um foto do soldado Daniel Alves de Lima de 32 anos encontrado morto
Foto: Reprodução/Redes sociais

Por meio de nota, a comunicação da Polícia Militar confirmou que “informações preliminares dizem que possivelmente o PM estaria evangelizando para moradores de rua, na região central da capital.” A corporação ainda informou que colabora com a investigação da Polícia Civil para esclarecer o caso do assassinato do soldado Daniel.

De acordo com a ocorrência registrada, policiais militares estavam patrulhando a região no sábado (17) e decidiram abordar os quatro homens que empurravam a carroça no Viaduto Engenheiro Orlando Murgel, no bairro de Campos Elíseos, para saber o que eles transportavam.

Inicialmente, os indivíduos disseram estar levando somente entulho. Mas, quando os policiais encontraram um corpo sem roupas e amarrado na carroça, os homens alegaram que não sabiam que havia um cadáver lá dentro. Segundo informações, o corpo estava escondido debaixo de cobertores, dentro da carroça.

Todos os quatro indiciados, um cozinheiro de 35 anos e três desempregados, de 26, 32 e 37 anos já tinham passagens anteriores por outros crimes de furto, roubo e tráficoEles foram algemados e levados à delegacia.

Uma foto dos indivíduos presos suspeitos de homicídio
Foto: Reprodução/Redes sociais
Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Via G1
Leia também

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir