Plantio de 100 mudas de sapucaia comemora centenário da árvore-símbolo

O evento organizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), o Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba (IHGP), o Esporte Clube XV de Novembro e a Associação dos Amigos da Sapucaia, vai comemorar nesta quinta-feira (15), o centenário da árvore símbolo da cidade, a sapucaia da Rua Moraes Barros, esquina da Avenida Independência.

Foto: Del Rodrigues

Também serão comemorados o aniversário de 105 anos do EC XV de Novembro, os 22 anos da criação da Banda da Sapucaia e os três anos da Associação dos Amigos da Sapucaia.

O evento foi uma iniciativa da presidente do IHGP, professora Valdiza Caprânico, em parceria com a Sedema, após conversas com o secretário da Pasta, José Otávio Menten e os funcionários do Viveiro de Mudas. Foi discutida a possibilidade do plantio das 100 mudas de sapucaia pelos parques e jardins públicos de Piracicaba. A ideia prosperou e foi ampliada com os convites para participação também do XV de Novembro e da Associação dos Amigos da Sapucaia.

Para o dia 15 de novembro, às 11h, estão previstas a fala da presidente do IHGP, Valdiza Caprânico, cujo avô, Antonio Caprânico, teve a iniciativa de plantar a sapucaia, para celebrar justamente o final da 1ª Guerra Mundial, em 1918. O IHGP prestará ainda homenagens ao representante do XV de Novembro e neto de Antonio Caprânico, José Antonio do Amaral Caprânico, conselheiro do clube. Na ocasião será oferecido pelo XV o tradicional bolo de aniversário.

Também serão homenageados o prefeito Barjas Negri e o secretário José Otávio Menten. No rol dos homenageados, todos os fundadores da Banda da Sapucaia, Antonio Claret Carraro, Paulo Sérgio Tomazielo, Graça Tomazielo, Ricardo Santana de Arruda Leme, Rubens Santa de Arruda Leme, José Roberto Fernandes, Paulo Roberto Rodrigues e André Fonseca.

O evento é aberto ao público em geral. A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran) realizará uma sinalização prévia da Rua Moraes Barros e Avenida Independência no horário da solenidade para facilitar o trânsito nessas vias.

História

Todas as 100 árvores plantadas recebem placas dos organizadores, como uma homenagem também aos brasileiros que morreram em decorrência da I Guerra Mundial. Segundo informações da professora Valdiza Caprânico, presidente do IHGP, a sapucaia centenária foi plantada pelo seu avô Antonio Caprânico em comemoração ao fim da 1ª Guerra Mundial, em 1918. Caprânico trouxe de sua fazenda várias mudas de sapucaia e veio plantando pelo caminho, até chegar a Piracicaba. De todas, só a da Avenida Independência com a Rua Moraes Barros, local onde havia um bosque, acima da casa da família, resistiu. O bosque, depois, deu lugar ao Estádio Barão de Serra Negra.

A árvore-símbolo da cidade, que mede aproximadamente 12 metros de altura e 4,80 metros de circunferência, ganhou atenção especial e proteção quando, em 12 de novembro de 2004, por meio do Decreto nº 10.935, foi tombada como Patrimônio Histórico e Cultural. Em 2009, já na Administração do prefeito Barjas Negri, pelo decreto 13.354, tornou-se imune ao corte.

Além do seu valor histórico, e, também por conta de seu valor paisagístico e ecológico, a sapucaia é constantemente acompanhada pelos técnicos da Sedema, que realizam vistorias periódicas, podas e exames, como ultrassonografia, para manter sua saúde e beleza.

 

Informar Erro
Leia também