Grupo fecha rodovia e faz carreata em protesto a mortes e demora em duplicação

Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

Cerca de 200 pessoas reuniram-se na tarde de ontem (11), para protestar contra as mortes constantes na Rodovia Geraldo de Barros que liga Piracicaba à São Pedro. Um trecho da via próximo a um parque aquático chegou a ser fechada.

O ato foi agendado e organizado pelas redes sociais desde o mês passado após a morte do casal Heitor e Stefany Coutinho, dois dias após eles se casarem. Em lua de mel, os jovens seguiam para um shopping em Piracicaba quando colidiram frontalmente com um caminhão. O rapaz morreu na hora e a moça pouco depois em um hospital da cidade. Ambos tinham 19 anos.

Foto: Matheus Camargo Ribeiro
Foto: Matheus Camargo Ribeiro

Na manifestação, que começou às 14 horas e terminou às 17 horas, foram cobradas melhorias na rodovia, entre elas na parte de sinalização, e o término da duplicação que iniciou em 2014. porém está parada e sem previsão de término já que recentemente a empreiteira abandonou a obra.

Além do fechamento da rodovia, uma carreata percorreu ruas de Águas de São Pedro e São Pedro.

Informar Erro
Leia também