‘Risadas’ em pronto-socorro de Piracicaba terminam em briga

.

Uma operadora de máquinas de 38 anos e sua filha de 16 anos foram agredidas na noite de ontem (10), quando aguardavam atendimento médico na UPA da Vila Sônia, em Piracicaba. A agressora é uma jovem de 22 anos.

Segundo o boletim de ocorrência deste caso, a adolescente aguardava atendimento quando reclamou de fome. Uma mulher que estava no pronto-socorro ofereceu um doce que ela recusou alegando que “a fome era por estar esperando o atendimento”. Pessoas que estavam no local acharam engraçado a fala e riram, momento em que a agressora teria se estressado e partido para cima das vítimas.

Ainda segundo o boletim, a jovem de 22 anos achou que estavam rindo dela e, por isso, agrediu mãe e filha, além de quebrar um celular delas.

A agressora foi segurada, atendida e liberada pelos fundos da UPA. As vítimas ficaram feridas e também precisaram de atendimento médico.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também