Reitor da UNIMEP rebate críticas, fala de atrasos de salários e não oferecimento de cursos

Foto: UNIMEP
Foto: UNIMEP

A UNIMEP (Universidade Metodista de Piracicaba) não vai oferecer neste semestre 12 cursos. Em entrevista ao PIRANOT, o professor Gustavo Jacques Dias Alvim, reitor da instituição, comentou as dificuldades que enfrenta a UNIMEP, inclusive as de atrasos de salários.

“Houve atraso dos salários, mas todos já estão regularizados. Essa situação ocorreu em função da falta de repasse dos valores devidos pelo FIES [Fundo de Investimento Estudantil] por parte do governo Federal. Por sua vez, a crise econômica financeira, política e moral, que assola o País, agravou a situação, pois em decorrência dela a inadimplência dos alunos cresceu acentuadamente, bem como a evasão”, justificou.

Na sexta-feira da semana passada, o PIRANOT noticiou que professores estavam com salários atrasados há mais de 20 dias. “Eu tenho família para sustentar, não sei mais o que fazer”, falou na época um dos docentes que não quis se identificar. Hoje, procurado novamente pela reportagem, o mesmo profissional confirmou que recebeu o pagamento. “Graças a notícia depositaram os salários. No dia que foi publicada o clima na universidade foi complicado. Eles não queriam que a imprensa divulgasse”, disse.

Embora os professores terem recebido os salários, o portal de notícias conversou hoje também com funcionários de outros setores que estão com salários em atraso. “A promessa, conforme uma circular, é de que o nosso pagamento caia amanhã, vamos esperar para ver se vai mesmo”, disse outra funcionária que também não quer ser identificada.

Ainda na entrevista, o reitor alegou que a UNIMEP não é a única que enfrenta problemas financeiros e rebateu críticas de professores que alegam falta de transparência diante das dificuldades. “Esse quadro não é constatado somente aqui e, sim, na maioria das instituições particulares. Como é prática na história da instituição o diálogo tem ocorrido frequentemente com as lideranças sindicais”.

Sobre os cursos que não serão abertos neste semestre, sendo eles o Administração Diurno, Tecnólogo em Gestão de RH, Tecnólogo em Logística, Tecnólogo em Comércio Exterior, Educação Física Lic/Bac Diurno, Rádio, TV e Internet, Letras – Língua Portuguesa, Música, Engenharia Elétrica, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Controle e Automação e Química – Bacharelado, o reitor disse isso é algo normal. “Vale ressaltar que nenhum foi fechado. Neste semestre, ocorreu o não oferecimento de algumas turmas em virtude da baixa demanda de mercado. Essa medida é prática frequente na área educacional e está prevista nos documentos institucionais”.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também