Região de Piracicaba zera casos de latrocínios e reduz roubos/furtos no mês de julho

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (25), pela Secretaria de Segurança Pública de SP

A região de Piracicaba terminou o mês de julho sem nenhum caso de latrocínio, informou a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Além disso, também houve queda nos roubos/furtos em geral, de veículos e nos roubos de carga. Os roubos a banco e extorsões mediante sequestro permaneceram sem nenhum registro.

Em julho deste ano, não houve registro de caso de roubo seguido de morte em toda a região. Em relação ao mesmo período de 2019, uma ocorrência com uma única vítima havia sido contabilizada. É a quinta vez na série histórica, iniciada em 2001, que os indicadores de latrocínios ficam zerados.

Em julho deste ano, foram contabilizados 50 boletins de ocorrência de estupros. Em relação ao mesmo período do ano passado, foram registrados 37. Já o indicador de extorsão mediante sequestro ficou zerado pela quinta vez consecutiva.

As ocorrências e vítimas de homicídios dolosos oscilaram de nove para 17 na comparação mensal. As taxas dos últimos 12 meses (de agosto de 2019 a julho de 2020) ficaram em 6,73 casos e 7,01 vítimas a cada 100 mil habitantes.

Roubos e furtos

Nos roubos em geral, a queda foi de 38,8%. O número de casos passou de 659 no sétimo mês do ano passado para 403 no último mês de julho, ou seja, 256 a menos. É a primeira vez na série que o total fica abaixo de 600.

O indicador de roubos de veículos caiu 25,9% no mês. Foram 158 casos em julho de 2019 e 117 em julho deste ano. A tendência se estendeu para os roubos de carga que caíram 45,9%, passando de 37 para 20 no mês passado.

Os roubos a banco e as extorsões mediante sequestro permaneceram zerados, respectivamente, pela terceira e quinta vez consecutivas.

Os furtos em geral e de veículos também apresentaram os menores totais da série. Com 36,6% a menos, o primeiro indicador caiu de 2.380 para 1.509 (871 a menos), enquanto o segundo recuou de 554 para 339 (215 a menos).

Produtividade

O trabalho das polícias na região de Piracicaba, no mês de julho, resultou em 1.137 prisões e 82 armas ilegais retiradas das ruas. No mesmo período, foram registrados 502 flagrantes de tráfico de drogas.

Informar Erro
Leia também