Prefeitura de Piracicaba (SP) interdita mais 15 estabelecimentos na última semana

Todos por descumprirem os protocolos de combate à pandemia do coronavírus

O Cevisa (Centro de Vigilância em Saúde), com apoio da Guarda Civil (Pelotão Ambiental e Romu), fiscais da Secretaria Municipal de Finanças e Polícia Militar, interditou mais 15 estabelecimentos e notificou dois no fim de semana, por descumprirem os protocolos de combate à pandemia do coronavírus.

A operação foi realizada nos dias 15, 16 e 17/01, sexta, sábado e domingo, quando o município ainda se encontrava na Fase Amarela do Plano São Paulo de combate ao coronavírus. Desde segunda (18), o município regrediu para a Fase Laranja, mais restritiva.

De acordo com informações do Cevisa, os 15 estabelecimentos – bares, restaurantes e lanchonetes – funcionavam além do horário permitido e vendiam bebidas alcoólicas. Os outros dois estabelecimentos foram notificados por aglomeração de pessoas.

As equipes também aproveitaram a operação para orientar os donos e responsáveis pelos estabelecimentos sobre o retorno à Fase Laranja, que ocorreu na última sexta-feira (15).

Os estabelecimentos interditados precisam apresentar o Plano de Contingenciamento para reabrir. Em caso de reincidência, o proprietário pode receber multa que vai de 10 a 10.000 UFESPs e cada UFESP está em R$ 27,61 e até ter o alvará cassado.

União

Uma das primeiras ações do prefeito Luciano Almeida foi a criação de uma força-tarefa com o objetivo de fazer cumprir os protocolos de prevenção à Covid-19 com a intensificação de operações de fiscalização e outras ações orientativas.

De acordo com Luciano, as medidas são necessárias, assim como a continuidade do uso de máscara, álcool em gel e o distanciamento social, para que o município consiga vencer a pandemia. “Estamos em um momento delicado, com aumento no número de casos da doença por causa das festas de fim de ano. Por outro lado, a vacina acabou de ser aprovada e precisamos nos unir para amenizar os efeitos da doença até que a imunização de toda a população seja feita. Endurecemos a fiscalização, mas precisamos da colaboração dos comerciantes para vencer essa doença e avançarmos para fases menos restritivas”, reforça o prefeito.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também