Prefeitura de Piracicaba retira 40 toneladas de lixo de área verde

.

Foto: Divulgação

O setor de gerenciamento de resíduos da Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) executou manutenção de área verde localizada às margens da rodovia Margarida das Garças Martins (SP-135), que liga Piracicaba a Santa Bárbara d’Oeste, com a estrada do Agricultor e acostamento próximo ao Jardim Bartira. Naquele local foram recolhidas 40 toneladas de lixo e 28,8 toneladas de entulho.

O descarte de entulho de forma irregular é passível de multa pela Prefeitura de Piracicaba. Para minimizar esse descarte em áreas inadequadas, é necessário que a população denuncie através do SIP 156. Além disso, é importante lembrar de anotar a placa dos veículos que descartam entulhos em locais irregulares.

A Prefeitura de Piracicaba disponibiliza locais específicos para o descarte de vários resíduos. Portanto, não justifica estes fatos que prejudicam o meio ambiente. Mesmo assim, infelizmente a Sedema ainda registra muitas ocorrências de descarte irregular.

Entre os serviços disponíveis à população estão os Ecopontos preparados para receber o descarte de resíduos de construção civil (até 1m³ ou o equivalente a uma carroceria de pick-up), pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes, pneus, materiais eletroeletrônicos, móveis inservíveis e resíduos de podas de árvores. São oito em operação, localizados em vários bairros da cidade. Inclusive, na próxima quinta-feira (21), a Prefeitura inaugura um novo ecoponto no Bairro Santo Antonio.

Endereços dos Ecopontos:

Monte Rey (rua Giovanni Ferrazo)

Bosques do Lenheiro I (rua Sapucaia)

Cecap/Eldorado (avenida Eurico Gaspar Dutra, ao lado da área de lazer)

Jardim Oriente (avenida Luis Pereira Leite, próximo à escola municipal)

Ártemis (rua Fioravante Cenedese)

Mário Dedini I (rua Antônio Franco de Lima)

Mário Dedini II (rua dos Topázios)

Boa Esperança (rua Francisco de Assis Pansiera)

Outra opção para geradores de entulho de construção civil, e em maior volume, é a utilização de caçambas, que hoje na Prefeitura de Piracicaba trabalha de forma sistematizada e funcional.

A Lei das Caçambas faz parte da Gestão Integrada dos resíduos de Construção e Demolição (RCD) tanto para a rede pública (para pequenos geradores) e privada (para grandes geradores). Com a Lei das Caçambas, hoje é possível monitorar integramente este trabalho através de um sistema informatizado que obriga que as caçambas sejam devidamente numeradas, tenham um prazo máximo de permanência nas obras e declarem à Prefeitura o seu destino (que deve ser obrigatoriamente uma área licenciada). Com isto, foi possível reduzir a quantidade de resíduos de construção descartados irregularmente. Por ser um sistema inovador, tem servido de referência a muitas outras cidades que tem vindo conhecê-lo.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também