“Batia, quebrou o braço dela e nos ameaça de morte”, diz filha de mulher presa após denúncia do ex

A filha da mulher de 36 anos, que foi presa na semana passada junto com o marido, suspeitos de tortura e lesão corporal a uma criança em Mombuca (SP), postou nas últimas horas, em sua rede social, um depoimento onde diz que os dois são inocentes das acusações e que o pai do menino é o “vilão da história”.

Em nove “Stories” no Instagram, Beatriz Belanga, de 18 anos, diz que os acusados não estão tendo chance de defesa. “Há mais de seis anos eu e minha família estamos sofrendo na mão desse pai”, diz ela. “Por ciúmes, ele esmurrou minha mãe que teve o braço fraturado quando ainda amamentava meu irmão, ainda bebê”. Tudo por ciúmes. Quase ele matou ela, mas graças a Denúncia Anônima isso não aconteceu”.

Belanga conta que foi ameaçada de morte pelo acusador e a família dele. “Tínhamos que negar tudo sob ameaça de morte”.

Ainda segundo a filha da acusada, por anos ela temeu ser morta. “Por anos ele perseguiu minha mãe que buscou ajuda na polícia, com medidas restritivas e Boletins de Ocorrência, mas tudo foi arquivado. Temia sair na rua e ser morta por ele, tanto que ele sequestrou meu irmão, quando tinha um ano de vida”, relata.

Ainda segundo Belanga, o acusador já foi condenado por alienação parental quando obrigou o menino a mentir na Justiça para penalizar a mãe.

Não era agredido

Segundo a filha da acusada, a criança não tinha ferimentos graves, conforme divulgado anteriormente pelas autoridades. “São arranhões no joelho e cotovelo causados ao cair brincando”, disse.

Belanga volta a defender a mãe. “Ela tem erros gigantes, mas sempre foi uma ótima mãe”, desabafa.

A moça termina os “Stories” pedindo que os ataques a família parem e que a Justiça seja feita.

Informar Erro
Leia também