Piracicaba recebe reforço extra de mais de R$ 11 milhões para combate à pandemia

A Prefeitura de Piracicaba divulgou, nesta quinta-feira (02), que a Secretaria Municipal de Saúde terá um reforço extra de R$ 11,9 milhões para ações de combate ao coronavírus (Covid-19). O valor é a soma de recursos vindos dos governos federal e estadual, da Câmara de Vereadores e da Prefeitura, que foram remanejados e colocados à disposição da Secretaria Municipal de Saúde.

prefeitura de piracicaba
Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

Os primeiros gastos já somam cerca de R$ 6 milhões e equivalem a horas extras, serviços médicos e hospitalares, insumos e aquisição de equipamentos hospitalares.

De acordo com o prefeito Barjas Negri, a partir de algumas reuniões começaram a surgir as demandas para que a rede pudesse estar melhor preparada para o enfrentamento da doença. As principais despesas serão com pessoal (horas extras e contratações), compra de insumos e equipamentos, locações, entre outras. Com esse reforço de caixa, acredita-se que será possível melhorar e ampliar o atendimento às doenças que tiveram a Covid-19.

Sobre os recursos, o prefeito explicou que o governo federal vai repassar aos municípios o valor de R$ 2,00 por habitante, o que para Piracicaba representará cerca de R$ 808 mil. Já o governador João Doria anunciou que o Estado se compromete a transferir R$ 10,00 por habitante, o que para a cidade significará algo em torno de R$ 4,040 milhões.

Já a Câmara de Vereadores de Piracicaba antecipou a devolução de R$ 4,050 milhões ao Tesouro Municipal, o que tem feito nos últimos anos próximo do encerramento do ano administrativo. Já os recursos da Prefeitura, algo em torno de R$ 3,080 milhões, virão de cortes de gastos.

Gilmar Rotta, presidente da Câmara de Vereadores, comentou que diante da problemática que Piracicaba está enfrentando com a propagação do coronavírus, o poder Legislativo não podia ficar de fora. “A única maneira de participarmos efetivamente dessa luta era mexer no nosso Orçamento e destinar à Secretaria de Saúde. A Mesa Diretora se debruçou sobre o nosso orçamento e conseguimos fazer um corte de R$ 4,050 milhões. O valor, retirado do orçamento, foi devolvido à Prefeitura, que já colocou à disposição da Secretaria Municipal de Saúde”, comentou.

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Prosseguir Mais detalhes