Piracicaba e região tem menor número de furto e roubo dos últimos 10 anos

A informação foi dada na manhã desta quarta-feira (21) pela Polícia Militar

- Continue depois da publicidade -

A reabertura da economia, a partir de julho, gerou uma expectativa de aumento nos crimes de furto e roubo, contudo os números mostraram o contrário. A área do 10º Batalhão de Polícia Militar do Interior é composta por 11 cidades — incluindo Piracicaba — e, no mês de agosto, teve os menores indicadores de furto e roubo dos últimos 10 anos.

Os crimes de roubo de celular, comércio e de residências são tidos como crimes preocupantes, visto que têm o poder de resultar em morte, dado o uso de violência contra as vítimas por parte dos delinquentes. Percebe-se que, em 2020, o indicador de roubos se destaca por conseguir ficar na casa dos dois dígitos. Além disso, se compararmos os 132 casos de 2019 contra os 35 casos de 2020, obtemos uma queda de 73%.

Já os casos de roubo de veículo foram 13 em agosto, o que corresponde a um automóvel subtraído mediante ameaça de violência dia sim e dia não, nas 11 cidades cobertas pelo 10º BPM/I. Nota-se que, de 2014 até 2020, houve uma queda acentuada, saindo dos 71 casos para os 13 casos atuais, ou seja, queda de 82% ao longo de seis anos. Com relação ao furto de veículos, houve atualmente uma queda de 54% se comparado com os últimos dois anos, sendo que desde 2017 os números vêm caindo de 147 para 29 casos atuais — ou seja, de lá para cá houve uma redução de 80%.

“Os números apresentados já vinham em queda e tiveram ainda a contribuição da pandemia, que fez diminuir a quantidade de pessoas, veículos e dinheiro circulando. Além disso, outros fatores influenciam na queda dos crimes contra o patrimônio, como campanhas e barreiras policiais realizadas a fim de se evitar aglomerações, que podem ter desestimulado a prática de roubos e furtos”, informou a Polícia Militar em nota.

Segue abaixo um gráfico com os números do batalhão, além de mais três tabelas com dados de roubos gerais e roubo/furto de veículos de cada cidade. O site da SSP (Secretaria de Segurança Pública) foi utilizado como fonte.

“A Polícia Militar do Estado de São Paulo atua diuturnamente na busca incessante da maximização dos resultados operacionais e na consequente redução dos indicadores criminais. Ações desenvolvidas por policiais comprometidos e que doam suas vidas por uma sociedade melhor”, finalizou a nota.

Em caso de emergência, acione o policial mais próximo ou ligue no telefone de emergência 190.

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir