Parque aquático é interditado após denúncia de aglomeração em Piracicaba (SP)

A Prefeitura de Piracicaba (SP), divulgou ontem (22), um balanço de ações realizadas no final de semana contra festas clandestinas e aglomerações no munícipio. Entre os fiscalizados está um parque aquático que foi interditado.

Foto: CCS

Segundo o Poder Executivo, a força-tarefa criada para coibir o desrespeito aos protocolos de prevenção à Covid-19 interditou um bar no bairro Água Branca na última sexta-feira (19) que, apesar das portas fechadas, abrigava em seu interior mais de 35 frequentadores que jogavam sinuca no local.

Já no domingo (21), atendendo a uma denúncia recebida pelo Pelotão Ambiental da Guarda Civil, a força-tarefa se dirigiu até um parque aquático, localizado em um distrito do município, onde constatou a aglomeração de pessoas em torno das piscinas, churrasqueiras e playground. Ao verificar que a denúncia procedia, a equipe interditou imediatamente toda a área de lazer no local.

O endereço e nome das empresas não são divulgados pelo Poder Executivo.

Dados coletados

A Prefeitura passou a coletar, nas abordagens, nome, RG e endereço de todos que estavam na “aglomeração”. Isso foi feito pelas equipes da ROMU e Polícia Militar.

A iniciativa de qualificar os frequentadores de bares irregulares vem ganhando força como forma de coibir com maior intensidade as aglomerações em bares restaurantes e lanchonetes no período de pandemia.

Saldo da operação

A força-tarefa de Piracicaba, entre os dias 17 e 21 de março, inspecionou 73 estabelecimentos comerciais, sendo que 6 deles foram interditados com encerramento imediato de suas atividades.

Informar Erro
Leia também