Orientadoras de trânsito não podem aplicar multas na zona azul

Um funcionário público que acionou o Ministério Público contra a zona azul de Piracicaba diz que o sistema implantado em Piracicaba é ilegal.

Segundo o homem, em entrevista à Paulo Eduardo, do programa “Alerta Geral” da TV Ativa Beira Rio, a irregularidade começa com a aplicação do aviso de multa, aquela que ainda dá a possibilidade de recorrer no dia seguinte. “O edital diz que quem tem que produzir a prova da multa é um agente de trânsito da secretaria competente quando que aqui na cidade isso vem sendo feito por uma orientadora contratada por uma concessionária” disse José Roberto.

O homem diz ainda que por causa dessa aplicação irregular, toda multa oriunda de falta de pagamento de zona azul se torna ilegal e vem gerando imerecimento ilícito para a concessionária.

Assista a entrevista completa abaixo:

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Prosseguir Mais detalhes