Nova empresa de ônibus de Piracicaba já contratou 302 pessoas

O presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba, Gilmar Rotta, foi à garagem da Trans Acreana para conferir a estrutura da viação responsável pelo transporte público no município desde a manhã de sábado (16). Com sede em Rio Branco (AC), a empresa ficou encarregada de substituir a Via Ágil, que no início do mês solicitou rompimento de contrato com a Prefeitura.

- Continue depois da Publicidade -

Nova empresa de ônibus de Piracicaba já contratou 302 pessoas
Foto: Eleni Destro/CCS

Na visita, ocorrida na tarde desta segunda-feira (18), o parlamentar questionou o número de carros já em circulação, onde foram adquiridos, a frequência de manutenção e o total de pessoas empregadas pela viação, além de outras dúvidas.

O contrato emergencial assinado pela Prefeitura com a Trans Acreana, no valor de R$ 34 milhões, vale para os próximos seis meses, até que a nova licitação seja aberta. De acordo com o proprietário, Fernando Lourenço da Silva, a empresa pretende entrar na disputa. “A intenção é de que, quando surgir a licitação, a gente possa participar.”

A Trans Acreana, contou Fernando, surgiu em 2009 e está presente em Sorocaba (SP) e Guarulhos (SP), de onde recentemente passou a operar linhas interestaduais para o Rio de Janeiro (RJ) e o Triângulo Mineiro, respectivamente. A empresa também já formalizou um pedido a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) para oferecer viagens de Piracicaba à capital fluminense. “Por isso já estávamos nos instalando na cidade”, explicou Fernando. A garagem da Trans Acreana está situada às margens do km 160 da Rodovia do Açúcar.

- Continue depois da Publicidade -

“Coincidiu que fomos chamados para atender três municípios do Acre e já tínhamos comprado parte desses ônibus para levar para lá. Mas, com a Covid-19, estávamos com esses ônibus parados, o contrato não andou e aí aconteceu de participarmos aqui”, comentou o presidente da empresa sobre a operação em caráter emergencial em Piracicaba. Seis empresas candidataram-se, três apresentaram propostas e a da Trans Acreana foi a escolhida.

Contratação

O proprietário da viação disse ainda que 302 empregados já foram contratados, incluindo 100% dos que estavam vinculados à Via Ágil, e 88 ônibus já estão em circulação para atender 57 linhas no momento. Por conta da pandemia do novo coronavírus, houve redução no serviço, desde quando ele ainda era oferecido pela Via Ágil.

“A meta é de mais de 600 funcionários no pós-pandemia. Hoje estamos operando com 40% da demanda”, disse Fernando, acrescentando que, com a crise atual, o fluxo de passageiros caiu para 22 mil por dia — sendo que antes o número girava em torno de 93 mil a 95 mil por dia. Ele destacou que todos os ônibus têm acessibilidade, contam com sistema eletrônico novo, câmeras e bilhetagem e, daqui a 20 dias, oferecerão internet wi-fi.

Informar Erro

- Continue depois da Publicidade -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir