Piracicaba registra mais dois casos de morcegos com vírus da raiva

.

Foto: Reprodução

- Continue depois da Publicidade -

Este ano, até nesta sexta-feira (21), foram enviados ao laboratório do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de São Paulo 266 morcegos para exame de diagnóstico de raiva. Os animais foram recolhidos pela equipe do CCZ de Piracicaba com suspeita da doença. Apresentavam-se fora das condições normais para a espécie. Geralmente, quando estão doentes, aparecem caídos em quintal, dentro de imóveis ou nas calçadas de ruas e praças, ou até mesmo, voando à luz do dia. Os dois últimos morcegos foram recolhidos nos bairros Vila Fátima e Algodoal.

Os morcegos encontrados são insetívoro (se alimentam de insetos) e vivem tanto em ambiente de floresta como nos centros urbanos. Utilizam como abrigo edificações humanas, como forro de imóveis, telhados e porões que possuem frestas por onde possam entrar e se instalar, onde podem formar grandes colônias.

A raiva é transmitida somente por meio do contato direto do animal com a pessoa ou com outro animal, não havendo contaminação pelo ar, fezes ou urina do animal contaminado. Porém, cães e gatos podem ter contato com morcegos portadores do vírus da raiva, quando eles estão caídos e, se os animais não estiverem vacinados, podem se contaminar.

- Continue depois da Publicidade -

Por isso é muito importante a vacinação antirrábica de cães e gatos, principalmente em animais que moram em áreas de ocorrência de casos positivos, pois o vírus da raiva está circulando nessas áreas e esses animais estão expostos. Orientamos para que os proprietários de cães e gatos que não foram vacinados neste ano, levem seus animais para serem vacinados em clínicas veterinárias.

A vacina antirrábica também está à disposição da população, gratuitamente, durante todo ano, no Centro de Controle de Zoonoses. O atendimento é de segunda a sexta, das 9:00 às 15:00 horas e aos sábados, das 8:30 às 10:30 e das 12:00 às 14:30 horas. O CCZ está localizado na rua Mandis, s/nº, no Jardim Jupiá. Mais informações pelo telefone (19) 3427-2721.

Caso encontrem morcegos caídos, vivo ou morto, liguem para o centro de zoonoses, telefone 3427.2400, que iremos recolhê-lo.

Informar Erro

- Continue depois da Publicidade -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir