Em Piracicaba (SP), construção de rotatória destrói ninho de coruja-buraqueira

Na zona rural

O fotografo Gustavo Alves de Oliveira, criador do Caminho do Mosteiro e dono do perfil “Camuflados Bikers” no Instagram, está revoltado com a construção de uma rotatória que destruiu um ninho de corujas, da espécie buraqueira. O caso foi em uma estrada rural de Tanquinho, que dá acesso a Fazenda Santa Adélia.

Foto: Divulgação

Segundo Alves, o ninho existia há mais de dez anos. “É triste ver que o ‘homem’ destrói a natureza sem nenhum pudor. O ninho ficava em baixo da placa e, a mudança causou ‘estresse’ nas aves”, reclamou.

Não se sabe quem construiu a rotatória. “Pode ter sido a prefeitura ou uma usina da região”, disse.

As corujas-buraqueiras

A reprodução dessa espécie de coruja começa entre março e abril quando elas fazem seus ninhos em cupinzeiros, buracos de tatu e buracos na areia. As corujas-buraqueiras costumam cavar túneis de até dois metros horizontalmente usando os pés e o bico e, por fim, forra a cavidade do ninho com capim seco. Ao redor elas acumulam estrume e se alimentam dos insetos atraídos pelo cheiro. Botam, em média, de seis a 11 ovos por vez. A incubação dura de 28 a 30 dias e é executada somente pela fêmea.

Camuflados Bikers

Um olhar totalmente diferente de Piracicaba sob a lente de Gustavo Alves de Oliveira e sua esposa pode ser acompanhado pelo perfil que ele criou no Instagram, alimentado com inúmeras imagens feitas na zona rural. Pelo @camufladosbikers acompanhamos os passeios de bicicleta que o casal faz por lugares incrivelmente bonitos. Esses passeios motivou a criação do Caminho do Mosteiro, um caminho de fé.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também