Em Piracicaba, atendimentos na ‘Tenda do Coronavírus’ caem 38,2% em relação a julho

A informação é da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da Prefeitura de Piracicaba

- PUBLICIDADE -

Comparativo entre julho – mês com maior número de pessoas atendidas pelos profissionais de saúde do Centro de Triagem do Coronavírus (ao lado da UPA do Piracicamirim) – e setembro, demonstra queda de 38,2% na procura pela unidade. A pandemia completou seis meses no mês passado.

Em julho, foram recepcionadas 10.819 pessoas com algum sintoma respiratório na unidade enquanto que, em setembro, 6.688 receberam atendimento. Ao longo do período, foram realizados na tenda 39.117 consultas médicas e de enfermagem, volume que corresponde a quase 10% da população, considerando-se cerca de 404 mil moradores em Piracicaba, segundo o IBGE.

Mesmo com a tendência de queda, o secretário de Saúde, dr. Pedro Mello, alerta para a necessidade de cuidados especiais, de distanciamento social, proteção e higienização, porque o cenário ainda não é de controle.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Evidente que devemos estar otimistas com a redução do número de atendimentos de pacientes com suspeita de Covid-19. Mas o número de pessoas que procuram ajuda ainda é elevado, equivalente a 150% a mais em relação ao início da pandemia”, observou Pedro Mello. Em abril foram recepcionados na tenda 2.679 pessoas. Em setembro, 6.688.

Em maio foram recepcionadas 3.262. Em junho, mais 8.105 pessoas foram em busca de ajuda. No mês de pico (julho), 10.819 atendidos receberam o suporte médico. Agosto registrou leve queda, com 7.618 recepcionados. Setembro registrou outra queda, agora com 6.688 atendimentos.

CASOS CONFIRMADOS — A queda no número de casos confirmados de Covid-19, no comparativo de julho em relação a setembro foi de 34,2%. No mês de pico (julho) foram registrados 4.976 testes positivos, enquanto em setembro o mesmo caiu para 3.277. Em abril, no primeiro mês da pandemia, Piracicaba teve 118 casos positivos, em maio, 446; em junho, 2294; em julho, 4976; em agosto, 3.896, e em setembro, 3.277. Um total de 15.007 casos no semestre.

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir