BEBÊ ABANDONADO | Homem que seria o pai nega e quer que mãe prove por “meios próprios”

Conforme noticiamos nesta manhã (08), um bebê foi abandonado em uma avenida da comunidade Portelinha, em Piracicaba (SP). Ele tem três meses e foi acolhido pela Casa do Bom Menino.

Foto: Divulgação

Para a polícia, o homem acusado de ser o pai do menino, um mecânico de 43 anos, negou a paternidade. Segundo o mesmo, a mãe do bebê, uma desempregada de 24 anos, seria garota de programa e há um tempo ela tem alegado que ele seria o pai do filho dela, mas nas contas dele não bate a data, já que ele estaria separado dela há mais de um ano e três meses após viverem mais de três anos um relacionamento.

Ainda para a polícia, o homem disse que mandou a jovem provar, “por meios próprios”, que o bebê era filho dele e que toda a semana ela leva o menino até a casa dele e cobra que ele assuma a paternidade.

A jovem de 24 anos foi liberada, segundo o Boletim de Ocorrência, porque deixou o bebê na “casa do suposto pai”, além de estar agitada por possível efeito de drogas.

Versões diferentes

Nota enviada ao PIRANOT pela Polícia Militar dava conta que a mulher deixou o bebê na calçada de uma casa. Na delegacia, o homem falou tudo ao contrário: disse que recebeu e cuidou do bebê.

A história é cada vez mais confusa! Quem é o pai e onde a criança foi de fato deixada é um mistério! Que Deus proteja essa criança!

Famoso “se vira”

Mandar uma usuária de drogas conseguir provar a paternidade dele por meios próprios parece ser bem cômodo. O exame é oferecido de graça pela Justiça, mas ela teria que ir até o fórum solicitar. É claro que ela não iria e ficou nesse empurra-empurra.

Informar Erro
Leia também