Colega de motoboy morto em Piracicaba critica pressão de restaurantes para entrega rápida

Em entrevista ao PIRANOT na tarde deste domingo (26), a motogirl Larissa Lopes Angeloti falou sobre a morte do colega de profissão em um grave acidente envolvendo a motocicleta dele com um caminhão, conforme noticiamos em dois plantões. Na ocasião, ela criticou a ‘aceleração’ de donos de restaurantes contra colegas para a entrega ser cada vez mais rápida.

Na imagem, uma caixa de entrega nas costas de um motoboy escrito: "Senhor, não deixe que R$ 4 vire lágrimas nos olhos da minha coroa (mãe)"
Foto: Reprodução

Segundo Larissa, que trabalha em uma empresa particular também com entregas, as cobranças geram stress aos motoboys que acabam trabalhando sob-pressão e contra o relógio. “Muitas das vezes somos ‘acelerados’ por donos de restaurantes e lanchonetes, mas não é R$ 5 que vai deixar a gente mais rico. Infelizmente, agora foi ele, amanhã pode ser qualquer um de nós….”, lamentou.

Além dos empresários, Larissa critica as ruas e avenidas de Piracicaba. “Em primeiro lugar, podemos citar os buracos que, por sinal, está na cidade inteira. Depois, podemos falar dos muitos acidentes que, na maioria das vezes, não estamos errados, mas a culpa sempre cai em nós. Vejo muitos motoristas bêbados, motoristas que não respeitam a sinalização, mas a culpa é sempre do motoboy”, disse.

Larissa lamentou que hoje (27), é o dia do motoqueiro (a). “A única coisa que quero é a valorização da nossa categoria. Temo que quando a pandemia acabar, quando a maioria não dependa mais de nós como hoje, sejamos esquecidos. Espero que a população e o Poder Público olhe para nós com respeito. Infelizmente, muitos estão morrendo e ninguém se preocupa”, encerrou.

Desde que começou a pandemia e com o aumento do desemprego no país, houve uma entrada muito grande de pessoas nos aplicativos de entrega de alimentos, derrubando as comissões. Além disso, benefícios simples como banheiro e alimentação para esses trabalhadores não são dados. Isso motivou no começo deste mês um protesto aqui em Piracicaba. O PIRANOT acompanhou e noticiou tudo em sua capa que fica no endereço www.piranot.com.

Leia também

Informar Erro
Leia também