Acusada de matar mulher em Piracicaba (SP) vai até a polícia e conta sua versão

A acusada de matar Gislaine Alves Pereira, de 31 anos, no último sábado (24), em Piracicaba (SP), compareceu na delegacia com um advogado na tarde desta terça-feira (27) para prestar depoimento. Ela estava foragida desde então.

Foto: Facebook

Segundo fontes do PIRANOT, no depoimento a criminosa disse que agiu em legítima defesa após ser atacada por Gislaine. Ela disse ainda que tem deficiência em um dos braços, foi atacada pela vítima e, durante a briga, pegou a garrafa de vidro e cometeu o crime. Com medo, ela se escondeu.

Ainda segundo as fontes do jornal, a mulher vai responder ao crime em liberdade. O caso ganhou repercussão nacional, conforme destacamos em nosso site hoje de manhã.

Informar Erro
Leia também