Piracicaba (SP) já vacinou mais de 750 profissionais da educação contra Covid-19

Para essa etapa da imunização, o município recebeu 3.176 doses da vacina

A Prefeitura de Piracicaba (SP), por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), já aplicou, até a tarde de ontem (14), 754 doses da vacina Coronavac/Butantan em profissionais da educação das redes Municipal, Estadual e particular com 47 anos ou mais, o que equivale a aproximadamente 25% dos profissionais contemplados nesta fase. A aplicação para esse grupo começou na tarde desta terça-feira (13). A estimativa é que todos os profissionais que foram validados para tomar a vacina recebam a 1ª dose ainda nesta semana.

A professora Joslaine Aparecida Mendes da Silva tomou a 1ª dose. Foto: Prefeitura de Piracicaba (SP)

Para essa etapa da imunização, o município recebeu 3.176 doses da vacina. De acordo com a Diretoria Regional de Ensino, que controla a validação de cadastros no Vacinaja, site do Governo do Estado, o município tem cerca de 3.000 profissionais contemplados nessa fase, sendo que a Rede Municipal de Ensino conta com 1.237 profissionais da educação com essa idade. As doses estão sendo aplicadas na Secretaria Municipal de Educação e na na Diretoria Regional de Ensino mediante agendamento pelo site https://vacinapira.piracicaba.sp.gov.br/.

“A vacinação dos profissionais da Educação é de suma importância. Isso vai dar segurança, fazer com que se sintam confortáveis para receber os alunos. Existe um significado muito importante nessa fase da vacinação, porque os professores, tal como os pais, vão se sentir mais seguros, confiantes em poder estar retomando as atividades escolares em aulas presenciais”, ressalta o secretário de Educação, João Marcos Thomaziello.

O dirigente da Diretoria Regional de Ensino de Piracicaba, Fábio Negreiros, caracteriza como ‘imprescindível’ essa fase da vacinação. “É imprescindível para a segurança tanto dos professores quanto dos alunos a possibilidade que nós tivemos de vacinar os professores com mais de 47 anos, que já está ocorrendo em todas as redes. E contar com o apoio da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Saúde nos trouxe mais tranquilidade aos educadores durante esse processo, que é sempre gerador de ansiedade”, afirma.

Mais seguros

A iniciativa no Estado de São Paulo visa tornar mais segura a retomada das aulas presenciais. A professora Joslaine Aparecida Mendes da Silva, da Escola Getúlio Dornelles Vargas, da Rede Municipal de Ensino, foi uma das profissionais que receberam a vacina ontem, primeiro dia de aplicação para esse grupo. Ela conta que agora se sente mais tranquila para voltar ao trabalho e espera a 2ª dose para estar 100% segura.

“Com certeza estou me sentindo mais segura. Era uma insegurança muito grande, mas agora vamos trabalhar com mais tranquilidade até para a segurança dos nossos familiares. Espero que eles também tenham a possibilidade de, em breve, serem imunizados”, comenta.

O professor do Instituto Federal de Piracicaba Claudemir Trevisan lembra que a vacina é essencial para que a pandemia acabe. “A vacina é uma boa alternativa para controlar essa pandemia. Acredito que todos devem tomar e o quanto mais rápido tiver vacina para todos, mais rápido sairemos dessa pandemia”, afirma.

O professor Claudemir Trevisan, do Instituto Federal, lembra que a vacina é essencial para controlar a pandemia. Foto: Prefeitura de Piracicaba (SP)

Rita de Cassia Ramos, professora da rede particular atualmente e que deu aula na rede Estadual durante 20 anos, na EE Barão do Rio Branco, se emocionou ao receber a 1ª dose. “Estou bastante emocionada por tomar a vacina, muito feliz. É um viva à ciência, viva ao Brasil. Acho que é uma esperança para todo mundo. Então é só agradecimento”, comemorou.

A professora Rita de Cassia Ramos se emocionou ao receber a 1ª dose. Foto: Prefeitura de Piracicaba (SP)

 

Informar Erro
Leia também