Piracicaba (SP): homem que morreu atropelado na última sexta-feira foi sepultado hoje (27)

Anderson Cleyton de Souza, de 39 anos, que morreu atropelado na última sexta-feira (23), no cruzamento das avenidas Armando Salles de Oliveira e Torquato da Silva Leitão, em Piracicaba (SP), foi sepultado às 10h de hoje (27), no Cemitério Municipal da Vila Rezende. A motorista do veículo fugiu e até o momento não foi presa.

Foto: Reprodução/Facebook

Segundo a funerária Grupo Bom Jesus, ele deixa os filhos Caroline Paulino de Souza, Andressa Fischer de Souza (já falecida) e Fabricio Paulino de Souza. Deixa ainda demais parentes e amigos.

Em uma publicação no Facebook, a irmã de Anderson Cleyton prestou uma última homenagem ao irmão:

Meu irmão, amigo, parceiro, fiel e protetor. Você partiu de uma forma violenta, ainda não sou capaz de aceitar que você foi vítima de um atropelamento e te deixaram caído no chão como um nada!😭.

Saber que a pessoa entende da lei e não parou para te socorrer nem por lei ou por amor.
Você ficará vivo para sempre em meu coração ❤ TE AMO MEU AMOR! MEU IRMÃO! MEU PROTET0R! SINTO TANTO POR NAO PODER TE SOCORRER OU IMPEDIR E ATÉ MESMO TE TRAZER DE VOLTA…
Guarda na memória os nossos ótimos momentos meu amor. Eu te amo, amo, amo e amarei eternamente, meu fubazinho!
As ruas são de ouro e de cristais
Ali tudo é vida, ali tudo é paz
Morte e choro, nunca mais
Tristeza e dor, nunca mais
Verei o grande rio da vida
Claro como o cristal
Verei os olhos de Jesus
E tocarei seu corpo enfim
Não, não haverá mais noite ali
Não haverá nenhum clamor
Trecho, música . ” Voz da verdade”.

O caso

Segundo apuramos no local, o acidente foi por volta das 16h da última sexta-feira (23), no cruzamento das avenidas Armando Salles de Oliveira e Torquato da Silva Leitão. A motorista do carro, um Volkswagen Tiguan Allspace branco, fugiu.

Após os atendimentos médicos no local, ele foi socorrido ao Hospital dos Fornecedores de Cana em estado grave e faleceu por volta das 20h. A vítima perdeu parte do couro cabeludo, alguns dentes e sofreu um traumatismo cranioencefálico (TCE) grave.

A Polícia Civil está investigando as causas e quem é a autora do crime. Imagens de câmeras de segurança da avenida, de um prédio e do Clube de Campo foram solicitadas.

Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT

 

Informar Erro
Leia também