Piracicaba (SP): Acipi doa 7,5 toneladas de alimentos e mais de 3.000 fraldas geriátricas para o Fussp

Solidariedade é uma das palavras que move o trabalho da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba). São diversas ações sociais ao longo de todo o ano, entre elas a campanha ‘Comida Já’, em parceria com a Unimed Piracicaba e Simespi (sindicato patronal). Por meio da iniciativa, a entidade entregou nesta segunda-feira (03), mais de 7,5 toneladas de alimentos e mais de 3.000 fraldas geriátricas ao Banco de Alimentos de Piracicaba.

Foto: Wagner Romano / PIRANOT

Segundo a instituição, centenas de famílias cadastradas no Centro de Referência de Assistência Social (Cras), constituídas por três a quatro pessoas, em média, serão beneficiadas com o repasse de alimentos e de fraldas. A identificação da necessidade é feita por triagem socioeconômica e encaminhamento da assistência social.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade (Fussp), Andréa Almeida, agradeceu a doação da Acipi. “Gostaria de agradecer à Acipi por ter participado da campanha Comida Já e pelas ações individuais que também realiza. Nós temos uma caixa na Acipi que fica lá para quem quiser doar alimentos. Além disso, a entidade sempre traz várias cestas para cá. Sem vocês, nada disso aconteceria”, disse.

“É um momento importante e emocionante. Por um período, estamos abastecendo a casa das pessoas que mais precisam. Sempre teremos desafios. Cuidar dos menos favorecidos depende de cada um de nós. Temos a convicção de que aqueles que precisam vão conseguir ser atendidos”, disse o presidente da Acipi, Luiz Carlos Furtuoso.

A junção de esforços em prol dos que mais precisam é o que motivou as entidades. “Quando unimos forças, tudo se torna mais fácil. A solução está em como fazemos as coisas. Cada um fazendo um pouco, conseguimos muita coisa. Agradeço e parabenizo a iniciativa. Contem com a Acipi e com a Polar”, destacou Mauricio Benato, vice-presidente da Acipi.

“A cidade se ajudou, principalmente em uma fase tão difícil do país. Parabenizo a todos que participaram. Esse apoio é fundamental, independentemente de qualquer situação. Precisamos disso”, ressaltou o presidente da Unimed Piracicaba, Carlos Joussef.

Juntas, as entidades sempre procuraram prestar um serviço filantrópico. É o que também afirma o presidente do Simespi, Euclides Libardi. “Estamos pensando no futuro, nesse momento de pandemia, de desemprego e também pensando que muitos empregos não vão voltar. Por isso, fazemos a nossa parte, um serviço filantrópico. Acipi e Simespi sempre encabeçaram campanhas juntos. Desta vez, não esperávamos o tamanho da contribuição. Realmente, foi acima da nossa expectativa”, comentou.

Também participaram da entrega os representantes da Casa do Amor Fraterno, Elenice D’Abronzo, e do grupo Malandrones, Edson Favarin.

Quem recebe

O atendimento é voltado às famílias em situação de vulnerabilidade social, encaminhadas pela Smads por meio dos CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). Não há necessidade que a família já seja atendida pelos serviços da assitência social do município. Ao entrar em contato com uma das seis unidades CRAS, divididas por regiões da cidade, os dados serão cadastrados ou atualizados. A avaliação técnica irá identificar questões de vulnerabilidade social, entre elas, as necessidades relacionadas à vulnerabilidade alimentar.
Cada família tem um prontuário digital, acessado por todos os serviços da assistência social. O objetivo dos cadastros é evitar possíveis duplicidades nos encaminhamentos, realizando melhor distribuição de alimentos entre os munícipes.

Além da cesta básica, caracterizada como um benefício eventual, ou seja, uma medida de proteção social de natureza temporária, as famílias também são orientadas nos CRAS sobre a possibilidade de serem incluídas no Cadastro Único Federal, voltado aos Programas Sociais, além do acompanhamento técnico com relação a outras vulnerabilidades sociais, e encaminhamento para os outros serviços da política de Assistência Social, nos casos em que forem identificadas tais necessidades. Vale ressaltar que a inclusão da família do Cadastro Único não é obrigatória para que haja o atendimento com a cesta básica.
Após este encaminhamento, a família é orientada para retirada do auxílio, que acontece no Banco de Alimentos, com apresentação de R.G. ou documento com foto.

Fotos

Foto: Prefeitura de Piracicaba (SP)
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT

 

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também