“Vitória”, a novela da Record, que precisará de visão, conexão e sorte

- Continue depois da publicidade -

sem meias palavras logo

Quando visitamos uma casa, onde o objetivo, seja  atrair o público,  uma das  primeiras coisas que olhamos,  é a programação.

As opções, o que é oferecido, e qual horário é marcado tal evento. Assim, também, funciona a televisão. É a chamada programação, que, de certa forma, é o amor para recordar(base), de qualquer veículo de comunicação, para o público desejado.

É nessa reflexão, que hoje, erradamente estréia, “Vitória”, a única nova novela da Record.

Mais uma vez, a emissora não ajudará, a idealizadora , a ideia, a autora, que dependerá muitíssimo, da sua maneira de escrever. E, do milagre para dar dois dígitos, em um horário que, enfrentará novela das nove e, possivelmente, uns minutinhos(que podem ser prolongados), da  bem sucedida “Chiquititas”.  A pedra do sapato, do jornalismo da  emissora.

Sem conhecer a concorrência, ou esnobando a competência da tal, a emissora jogará sua chance no ralo. Ao bater, de frente, com  “Em Família”, que ela mesma chama  de chuchu, da concorrência, pra riscar seu único produto dramatúrgico.

Esquecendo que sua novela leva anos para terminar, e na concorrência, vem Aguinaldo Silva, com seu “Império”, a próxima novela das nove.

Então diga, diga vai, existe um horário bom pra novela? Existe, mas temos que considerar, primeiro, que a novela receberá de uma programação nada, e entregará  também pro  programa nada. Televisão é conexão. Respeito. Criatividade. Variedades de vários produtos, e do mesmo também.

Segundo, diante, da importância tão gigantesca da teledramaturgia, para televisão, não dar para ter UMA NOVELA, é muita relatividade,  para um só produto. É preciso ter  mais novelas. Vestir-se mais com novelas.

Terceiro, a divulgação e data. Sinceramente, eu nem sabia, que semana passada terminou “Pecado Mortal”.

Uma divulgação diferente, inicial, poderia ter sido solicitada aos publicitários. Só que optaram pela provocação, esquecendo, orgulhosamente, que provocação não é remédio de solução.

Esqueceram da data? Da Copa do Mundo? Não, quem esqueceu foi a Record. Até a própria autora, da novela, Cristianne Fridman, admitiu: “Preferia outra data”. Então, sem comentários.

Mudando de página, diz ai: A história, realmente é boa? A história, basicamente,  não podemos falar.  Mas, pelo que li, a trama será sobre rejeição e vingança.  A nova moda das novelas.  Nada contra, mas, falando francamente,  a vida é tão ampla, não é mesmo?  Porque será que, os autores se pegaram a esse imã?

Enfim… Voltando…  Desta vez, pai e filho, com circulo de vingança, do filho, tomará conta da cena. Somado, a um possível incesto, que será descartado, quando o  filho rejeitado pelo pai, descobrirá que não é meio irmão, da sua irmã.

A paixão pelo cavalo, também tomará conta da trama, com a Diana, a meia irmã, do Arthur, que, se  apaixonará pela meia-irmã. Que sofrerá e, terá, de escolher, entre amar e continuar odiando. Uma mistura entre ódio e amor.

Neonazismo, trabalho infantil e assédio sexual no trabalho, também serão abordados. O esporte da vez, é o motocross, uma boa escolha, da Cristianne Fridman, que terá, na trilha sonora  Thalia, uma das musa da concorrência. Bem, a  continuação desse enredo, assistiremos hoje, ás 21h15, na telinha da Record.

Toda boa sorte, a Cristianne Fridman, uma excelente autora. Tornar-se livre, voando como pássaro, com sucesso, adicionando nos números, do ibope, qualidade e quantidade, será sua missão.

Rapidinhas dos últimos acontecimentos. da televisão brasileira!

Gus e Hazel, finalmente, nesta semana, estréia nos cinemas, em todo Brasil, dia 05, um dos filmes mais esperado do cinema 2014, “A Culpa é das Estrelas”…

“A Culpa é das Estrelas”: livro nota mil. O filme, com o trailer, parece  bem saudável, causando emoção e ansiedade!  Vale apena conferir!

Seis problemas na Globo: “Vídeo Show”,  “Geração Brasil”, “Em Família”, “Sessão da Tarde”, “Jornal Hoje” e  domingo.. Mas, um dos principais, é  acabar a “Tela Quente”, no ano que vem. Falta mais controle na global.

Até agora é boato, mas caso se confirme, Gugu vai apresentar um programa na Record, diariamente. Sinceramente, enfrentando,  o Ratinho, será o novo saco de bancada dele, que consolidou seu programa, com qualidade, identidade e popularidade.

A RedeTV! precisa urgentemente, de uma nova parceria, acordar pra vida. Dar um gás, mostrar pra que veio, pra que vive.Isso é vida!

O novo programa, da apresentadora Claudete Troiano, “Santa Receita”, na TV Aparecida, apresenta boa pauta, um programa qualificável, mas, na prática falta bons convidados, celebridades e bom diretor.

 

 

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir