Connect with us

Notícias

Vereador critica instalação de pedágio em rodovia Piracicaba-Charqueada

Rafael Fioravanti

Published

on

O vereador Aldisa Marques, mais conhecido como Paraná, membro da Câmara de Vereadores de Piracicaba, somou voz ao prefeito Barjas Negri e também criticou a instalação de um pedágio na Rodovia Hermínio Petrin, responsável por conectar Piracicaba ao município de Charqueada. A possível instalação de uma rotatória no local tem dado o que falar, visto que o pedágio ficaria dentro do perímetro da cidade, separando dois bairros do restante do município.

pedágio

Foto: Governo do Estado de São Paulo.

“Ali, a via está toda danificada e ainda não foi consertada e, agora, estão querendo dividir o bairro”, criticou o vereador durante a 43ª reunião ordinária da Câmara, ocorrida nesta segunda-feira (19).

O vereador também aproveitou para lembrar que uma situação semelhante ocorreu no município de Nova Odessa, ocasião em que os munícipes se mobilizaram para evitar a instalação de uma praça de pedágio. Surtiu efeito. “Ali foi desfeito”, comentou.

Posição do pedágio em rodovia Piracicaba-Charqueada desagrada também o prefeito Barjas Negri

O prefeito Barjas Negri disse discordar totalmente do local de instalação de uma praça de pedágio no km 180+400 da Rodovia Hermínio Petrin (SP-308), rodovia que liga Piracicaba ao município de Charqueada. O pedágio fica absurdamente dentro do perímetro de Piracicaba, separando a cidade dos bairros de Santa Olímpia e Santana.

De acordo com Barjas, o projeto original da Artesp previa que a praça de pedágio fosse construída neste mesmo local (antes da rotatória de entrada de Santana e Santa Olímpia), porém, durante uma audiência pública realizada pela agência, o prefeito propôs a mudança do local para depois da rotatória, sem comprometer dois bairros da cidade. “Acho estranho que a Artesp não tenha corrigido isso. No site da agência já está registrada a minha manifestação sobre a mudança do local original”, comunicou Barjas.

  • DINHEIRO DE VOLTA – Banco é obrigado a devolver taxas abusivas em contrato de financiamento de veículo quitado. Conheça os serviços da JUCA HELP!/PIRANOT, nova marca da Empresa Júnior Cardoso LTDA, clicando aqui.

Barjas disse que está ao lado da comunidade trentino-tirolesa de Santana/Santa Olímpia e não descarta a possibilidade de ir até São Paulo para dialogar novamente com os gestores da Artesp.

“É preciso ter bom senso, porque um pedágio [dentro da cidade] vai prejudicar a vida dos moradores, comprometendo, ainda, o turismo e a economia daquela localidade”, finalizou o prefeito.

Rafael é formado em jornalismo (comunicação social) pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do Jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.

5 Comments

5 Comments

  1. Avatar

    Luiz Antonio Borghesi

    21 de agosto de 2019 at 12:05

    Precisa pôr pedágio na porta de quem quer colocar esse pedágio. Mais um para a população bancar e a concessionária lucrar

  2. Avatar

    Carlos

    21 de agosto de 2019 at 13:06

    Caro prefeito e vereadores de Piracicaba,em vez de vocês ficarem atrás de piquinhas,tratem de cuidar das estradas rurais do município de Piracicaba, pois está um abandono. Aquela estrada do canal torto é uma desgraça. Eu que tenho transporte de cana que passa por alí sofre com o abandono da estrada. Alí passa transporte de cana, madeira, laranja,24 horas por dia. E também a poeira que o vento leva no distrito de Ártemis causando mal pra população. Então mais uma vez falo, para de se intrometer nas obras do governo do Estado, pois nem da cidade vocês dão conta de tocar.

  3. Avatar

    Francisca

    21 de agosto de 2019 at 15:34

    O povo precisa se mobilizar imediatamente e parar com o descalabro desse prefeito, senhor vereador (es) que é contra esses pedágios, vamos fazer protesto não tá certo, muito imposto, com uma população absurdamente desempregado (as).

  4. Avatar

    HELEN

    22 de agosto de 2019 at 10:22

    Absurdo, grande parte da população de Charqueada trabalha em Piracicaba.
    Precisam se deslocar todos os dias, como vão fazer ?
    Todos sabemos que Piracicaba tem muito mais emprego que Charqueada, exatamente por isso, os moradores de la precisam trabalhar aqui.
    Querem por pedagio só pra poder se livrar da rodovia e não ter mais que cuidar da pavimentação.

  5. Avatar

    Alexandre de jorge

    22 de agosto de 2019 at 13:19

    Inaceitável!!! Pedágio e tributar o q já é bitributado.(IPVA e imposto da gasolina)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.