Connect with us

Piracicaba

Problema antigo, o que motiva as crises financeiras das coletoras de lixo em Piracicaba?

Junior Cardoso

Published

on

Júnior Cardoso, diretor do PIRANOT e da JUCA Help!

Cresceu nos últimos dias a quantidade de reclamações aqui na redação do Jornal PIRANOT do mau serviço que a Piracicaba Ambiental está prestando com a coleta do lixo na cidade. Esse é um velho problema. De tempos em tempos, ele volta a nos assolar.

Desde 2011, tivemos três crises com as empresas que fazem a coleta. Recordo-me da Delta, antecessora da Piracicaba Ambiental em 2012. Com ela foi a mesma coisa. Era lixo espalhado por toda a cidade, mas o que motiva isso tudo? Se a Prefeitura de Piracicaba tem honrado o contrato com os pagamentos devidos, de onde vem a crise financeira da concessionária? Ou melhor, das últimas concessionárias, já que todas que entram não aguentam cumprir o contrato e acabam saindo…

É importante frisar que os problemas com a Piracicaba Ambiental não são novos. Já noticiamos no PIRANOT greves por duas vezes de funcionários que reclamavam da falta de pagamentos de direitos trabalhistas, plano de saúde e más condições de trabalho. Até mesmo a empresa que dava café da manhã aos trabalhadores chegou a suspender o serviço por falta de pagamentos.

Recentemente, na Câmara de Vereadores, foi denunciado: falta de gasolina nos caminhões e demissões de funcionários, sem o pagamento das rescisões estariam acontecendo, agravando ainda mais a situação.

Numa semana de aprofundamento da crise, a dúvida é que o fazer com a Piracicaba Ambiental? A prefeitura pode, a qualquer momento, romper o contrato e chamar uma nova empresa emergencialmente. Essa seria a solução mais rápida, pois não me parece que a concessionária sairá dessa crise.

A minha equipe da redação do PIRANOT pediu nota para a Secretaria de Defesa do Meio Ambiente sobre o assunto, mas não obteve resposta. O silêncio, diante da crise, só faz aumentar as criticas ao governo, que até então é tão vítima quanto a população que paga pelo serviço, sem tê-lo.  

Diretor, editor chefe e jornalista do PIRANOT. Começou a trabalhar em 2007, aos 14 anos, quando lançou seu primeiro blog na internet. Em 2011, criou o PIRANOT e fez parte, por três anos, de um programa da extinta TV Beira Rio. Estudou jornalismo na UNIMEP e assessoria de imprensa no SENAC. Fez estágio na Câmara de Vereadores e teve passagens por duas rádios de Piracicaba.

2 Comments

2 Comments

  1. Avatar

    Carmem Lucia

    29 de novembro de 2019 at 08:32

    Como leitora acredito que esse lugar de comentarios esta muito mal localizado no site, devia estar abaixo da materia.

    Quanto ao problema da coleta, isto esta com cara de corrupção e quem paga o pato é a população e os trabalhadores , tem que ser muito firme com esse assunto pq além de tudo são pais de familia que estão sendo prejudicados junto a população.

  2. Avatar

    Ademir Ap. Longatto

    29 de novembro de 2019 at 11:20

    Que saudade da vega sopave minha mae trabalhou 22 anos de varredeira la e nunca ouvi minha falecida mãae reclamar dela fica ai a dica para futuro prefeito trazer novamente a piracicaba a empreza vega pois hoje não hesiste mais a associada sopave

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.