Connect with us

Economia

Prefeitura de Piracicaba investe no recapeamento de ruas

Junior Cardoso

Published

on

Após anunciar a segunda etapa de recapeamento do asfalto de Piracicaba, a prefeitura que tem como meta de recuperar 30 km de pavimento por ano, anunciou a contratação de mais um pacote de serviços de tapa-buracos para avenidas e vias de grande fluxo de veículos. A Semob (Secretaria Municipal de Obras) estima o investimento de R$ 1 milhão.
Com isso, o contrato em vigor com a JPA Ambiental no valor de R$ 2 milhões passará a ter como principal foco o tapa-buracos em ruas periféricas, aumentando a abrangência do serviço. Outra medida que alivia a equipe de tapa-buraco e permite reparar mais ruas é a contratação de empresa para executar obras para conservação e recuperação estrutural pontual de estradas rurais. A verba de R$ 995 mil para as benfeitorias é da Sema (Secretaria de Agricultura e Abastecimento), com licitação e execução supervisionados pela Semob.

Além disso, está em fase final de licitação a contratação da empresa que será responsável pelos serviços eliminação de borrachudo. Os borrachudos são aquelas partes das vias asfaltadas que apresentam aspecto ondulado.

O trabalho que será feito consiste em recuperar a estrutura do pavimento. Para isso, é feito o recorte no asfalto no trecho onde há deformidade e refeitas suas camadas. Não é possível determinar qual a extensão dos reparos, uma vez que sua metragem de abrangência varia de acordo com o tipo de reparo e profundidade necessários. O valor estimado do contrato é de R$ 790 mil.
Assim, totalizando o investimento destinado somente para tapa-buracos é de R$ 3 milhões, além de contar com o Plano Municipal de Recapeamento (4,8 milhões), eliminação de borrachudos (R$790 mil) e recuperação pontual de vias pavimentadas da área rural (R$ 995 mil), a Semob amplia sua capacidade de recuperação de vias asfaltadas. A programação de tapa-buracos é feita pela Semob, em diferentes bairros da cidade por dia. Três ou quatro equipes atuam nos trabalhos diariamente.

Mais detalhes sobre a segunda etapa de recapeamento:

O prefeito Gabriel Ferrato assinou nesta semana a autorização para início do processo licitatório para contratação de empresa que fará a segunda etapa de recapeamento. Serão recuperados 95.120,93m² de pavimento de 16 vias em todas as regiões em especial nos bairros Nova Piracicaba, Algodoal, Higienópolis, São Dimas, Pauliceia, Caxambú, Bairro Alto, Parque 1º de Maio, Parque Peoria, Vila Monteiro, Parque Piracicaba, São Judas, Vila Rezende, Santa Rita e Chácara Nazareth.

Além da fresagem, para tirar o asfalto danificado, aplicação de binder (pré-asfalto) e capa asfáltica, o serviço inclui sinalização horizontal e vertical, reparo em redes (galerias pluviais, água e esgoto) e manutenções necessárias, tais como em guias e sarjetas. O trabalho inclui ainda a execução de redutores de velocidade (lombadas). O investimento municipal previsto é de R$ 2,3 milhões.

O Plano Municipal de Recapeamento da atual gestão prevê a recuperação de 30 km de vias por ano, totalizando 120 km de extensão até 2016. “Com as duas primeiras etapas, chegamos a marca de 17 km de recapeamento neste ano. Outras etapas estão sendo analisadas por nossa equipe para chegarmos aos 30 km. Para definir quais ruas serão atendidas, nós consideramos as vias com maior tráfego de veículos, idade avançada do pavimento, indicações de vereadores e pedidos feitos por meio do SIP-156”, explicou o secretário de Obras, Arthur Ribeiro.


Primeira etapa

As obras de recapeamento da primeira etapa estão em andamento. Das sete anunciadas, cinco já foram executadas: avenida Pedro Morganti, entre a avenida Pádua Dias e a entrada do Aeroporto Muncipal, no Monte Alegre – 1.292,2 m de extensão; rua Dona Stella, entre as avenidas Raposo Tavares e Thales Castanho Andrade, no Monte Líbano – 725,9 m; avenida Conceição, entre as ruas Dona Santina e Nicolau Athanassof, Nhô Quim – 556,7 m; rua Sebastião Rodrigues Pinto, Algodoal – 849,2 m.

Para completar os 7 km desta etapa, resta recapear a avenida Cruzeiro do Sul, entre as avenidas Paulista e Armando Cesari Dedini, no Nova Piracicaba (1.175,8 m) e a rua XV de Novembro, entre a avenida Armando de Salles Oliveira e a rua do Rosário, no Centro (520,7 m). O investimento deste pacote, executado pela Cominpa, é de R$ 2,5 milhões.

Diretor, editor chefe e jornalista do PIRANOT. Começou a trabalhar em 2007, aos 14 anos, quando lançou seu primeiro blog na internet. Em 2011, criou o PIRANOT e fez parte, por três anos, de um programa da extinta TV Beira Rio. Estudou jornalismo na UNIMEP e assessoria de imprensa no SENAC. Fez estágio na Câmara de Vereadores e teve passagens por duas rádios de Piracicaba.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.