Connect with us

Notícias

Obras de recuperação da antiga escola do bairro Pau D’Alho estão em andamento

Fernanda Maestro

Published

on

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Sema), continua com as obras de reforma do prédio da antiga escola do bairro rural de Pau D’Alho, denominada Escola Estadual José Piacentini, localizada na Rodovia Estadual Samuel de Castro Neves (SP-147), em frente à igreja do bairro.

A obra foi possível após a Prefeitura conseguir o termo de posse. A solicitação para a execução da obra junto ao Poder Executivo foi feita pelo vereador Gilmar Rotta, após reuniões com os moradores do bairro.
A recuperação está sendo executada por mão de obra própria da Sema. O prédio da escola e o seu entorno serão recuperados e o espaço será transformado em Centro Social. A comunidade, de aproximadamente 200 famílias, ganhará um novo espaço destinado a diversas atividades culturais e de lazer.

Foto: Sema

A limpeza externa, assim como a concretagem do piso interno e a derrubada de paredes para aumentar uma sala destinada às aulas de dança, já foram executadas. A construção de uma pista de caminhada ao redor do prédio, será concluída na próxima semana. A última etapa é a pintura do prédio, que será executada em sistema de mutirão, com a ajuda dos moradores, bem como, a troca de alguns vidros.

O secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Waldemar Gimenez, lembra que na primeira gestão do prefeito Barjas Negri, a Sema se interessou em fazer a recuperação da área, mas os descendentes do antigo proprietário, que havia doado a área à Prefeitura, não permitiram e a situação persistiu por todo esse tempo. A Justiça concedeu o termo de posse da área esta semana, autorizando o Poder Público a intervir no local.

Sobre a escola

A escola foi construída em 1972 e encerrou suas atividades entre os anos 1980 e 1990 pela dificuldade de acesso, já que a estrada de terra, em épocas de chuva, se transformava em lamaçal, dificultando a chegada dos professores que seguiam de Piracicaba para dar aulas. Para não prejudicar o desempenho escolar dos alunos, a Prefeitura passou a transportá-los para Ártemis, onde ficava a escola mais próxima.

Foto: Sema

Jornalista formada pela Universidade Metodista de Piracicaba. Trabalhou em campanhas políticas e estagiou na Câmara de Vereadores de Piracicaba. Atualmente, integra a equipe dos jornais PIRANOT e PORJUCA.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.