Connect with us

Notícias

Mesmo com a falta de água em Piracicaba, as contas são abusivas e moradores reclamam

Fernanda Maestro

Published

on

A falta de água em diversas regiões de Piracicaba (SP) e as contas abusivas, têm sido motivos de frequentes reclamações da população. Há mais de dois meses, vários bairros da cidade estão ficando sem água durante dias, mas quando chega a conta, os moradores se deparam com valores abusivos.

Foto: Junior Cardoso / PIRANOT

Jeniffer Carvalho, procurou o Jornal PIRANOT relatando que há seis anos ela paga de R$ 500 a R$ 980 de água, mas que na conta de fevereiro veio cobrado o valor de R$ 1.434,00 reais. Ela fala ainda que já mandou verificar se tem vazamento na residência, mas nada de irregular foi encontrado.

Outra reclamação foi feita pela moradora do bairro Jardim Nova Suíça, Nahara Calderan. Ela diz que quer entender a diferença dos valores, sendo que a conta referente ao mês de dezembro de 2018 fechou em um total de R$ 96,61. Já a conta referente a janeiro de 2019, totalizou R$ 321,24. Nahara afirma ainda que a água acaba todos os dias e que ela toma medidas para evitar o desperdício e, consequentemente, valores abusivos na conta de água.

Foto: Nahara Calderan

O Jornal PIRANOT procurou o Semae na última sexta-feira (25) e questionou a respeito das contas de água com valores abusivos. A autarquia respondeu em nota:

“Quanto aos questionamentos relativos aos valores das contas de água, sugerimos que os usuários que discordem das mesmas procurem o SEMAE e realizem os devidos questionamentos, para que assim possamos analisar caso a caso, considerando que diversos fatores podem influenciar no valor das contas de água. Nos mais, reiteramos o nosso compromisso em melhorar a qualidade do serviço ofertado para a população”, diz o documento.

Falta de água

Além dessas duas moradoras, diversas outras pessoas entraram em contato com o Jornal PIRANOT relatando os problemas que estão enfrentando com o Semae e pedindo ajuda. Questionado a respeito da falta de água o Semae respondeu:

“As recentes interrupções no fornecimento de água vêm ocorrendo por motivos distintos. Enfrentamos no final do ano de 2018 problemas com o rompimento de uma adutora, já reparada, que impactou diretamente na distribuição de água para alguns bairros da cidade.

É necessário ressaltar que nessa última semana, duas situações distintas ocasionaram eventuais faltas de água, sendo que foram realizadas intervenções em pontos do sistema de distribuição de água para que o SEMAE pudesse dar continuidade em sua programação de implementação do Plano de Perdas. Uma segunda situação ocorreu em virtude da forte chuva ocorrida em nosso município na última quarta-feira, dia 23 de janeiro, ocasião na qual por questões de falha no fornecimento de energia, o SEMAE teve a captação, tratamento e distribuição de água comprometida.

A interrupção no fornecimento por conta das manutenções foi comunicada antecipadamente pelo Semae, com boletins enviados à imprensa no geral e divulgados na página do Semae, da Prefeitura e nas redes sociais da Prefeitura. Na manhã da quinta-feira, 24, após a tempestade, também foi emitido boletim sobre a interrupção no fornecimento para alertar a população.

Infelizmente, até o presente momento alguns pontos da cidade ainda apresentam problemas com a pressão da água ou até mesmo a falta da mesma. Mas o SEMAE, por meio de seu corpo técnico, está trabalhando incessantemente para minimizar os impactos decorrentes dos problemas ocorridos na captação e distribuição de água”, diz a autarquia.

 

Jornalista formada pela Universidade Metodista de Piracicaba. Trabalhou em campanhas políticas e estagiou na Câmara de Vereadores de Piracicaba. Atualmente, integra a equipe dos jornais PIRANOT e PORJUCA.

7 Comments

7 Comments

  1. Avatar

    Juliana

    28 de janeiro de 2019 at 11:56

    Meu talão de água dobrou de valor de um mês para o outro! Um absurdo

  2. Avatar

    João Paulo Lima barbosa

    28 de janeiro de 2019 at 12:16

    Sabe porque toda essa diferença?.toda vez que o abastecimento é interrompido, a tubulação subterrânea do semae se enche de Ar .Ai no momento que retorna o abastecimento, este fluxo de Ar na tubulação , passa nos Hidrômetros (medidores) dos consumidores. Ai está o resultado acima no talão (fatura) de agua. É so instalar o BLOQUEADOR DE AR ,qualquer Lojas de peças Hidráulicas VENDE !!!

  3. Avatar

    Vinícius

    28 de janeiro de 2019 at 15:51

    São bandidos sem falar que agente vai lá reclamar somos mal tratados e na parede deles tem vários escritos se nós os mal tratares seremos até presos absurdo semae de Piracicaba tá um lixão moro no agua branca lá falta diretamente

  4. Avatar

    BOB

    28 de janeiro de 2019 at 15:56

    LAMENTAVEL A SITUACAO DA REDE DE AGUA E ESGOTO DA CIDADE, A AV DOS MARINS PARECE UM RIO, SEM CONTAR OS BURACOS E CALOMBOS NO ASFALTO, VERGONHOSO PREFEITO BARJAS VAMOS AGIR!!!

  5. Avatar

    Anônimo

    28 de janeiro de 2019 at 23:17

    Melhorias para quem !?. Só se for para os cofres da Semae. Porque a cada chuva ou qualquer motivo quebra adutora ,falta energia na bomba elétrica. Então sejam feitas as melhorias :- troquem essas adultoras, e coloquem um gerador. E não “desculpas,”

  6. Avatar

    Anônimo

    29 de janeiro de 2019 at 16:47

    Eu moro aqui no bairro Santa Rosa falta água quase todo dia .muitas vezes liguei a resposta é …. estamos fazendo manutenção e o valor da minha conta só almenta todo mês. Já pedi pra vim na minha casa pra ver se tinha algum vazamento nunca encontrou nada já tô cansada de reclamar pra eles

  7. Avatar

    Paulo Alexandre Ferrari

    30 de janeiro de 2019 at 12:09

    Pouca vergonha isso esse BARJAS tem que ser processado e um processo de todos os prejudicados.😡😡😡

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.