Connect with us

Piracicaba

Homem que morreu no Boa Esperança, em Piracicaba, tinha longa ficha criminal

Redação - PIRANOT / PORJUCA

Published

on

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O homem que morreu no bairro Boa Esperança, em Piracicaba, nesta manhã (19), tinha 26 anos, uma longa ficha criminal e era suspeito de ter participado da tentativa de assalto ao Bradesco da Avenida Rui Barbosa que acabou com bandidos e um policial morto no ano passado.

Leonardo Luis dos Santos, vulgo Gigante, era morador do Jardim Bessy. A informação inicial e extraoficial recebida pelo PIRANOT é de que houve um confronto dele com policiais que acabou o deixando ferido, porém o sogro, Mario Luis, contestou a versão oficial. “Ouvi cinco a seis tiros e acredito que foi execução”, disse.

O Corpo de Bombeiros foi acionado ao local e socorreu Santos, porém o mesmo faleceu. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil afim de esclarecer as circunstâncias do possível confronto. O Boletim de Ocorrência será lavrado ainda nesta tarde e deverá contar com as informação dos policiais e os depoimentos da família.

O jovem tinha passagens pela polícia por receptação, roubo, porte ilegal de arma de fogo, formação de quadrilha e até homicídio.

Um dos crimes que teria participado foi a tentativa de assalto a agência do Bradesco da Avenida Rui Barbosa em agosto do ano passado. Na ocasião, quatro pessoas morreram entre elas um policial militar à paisana. Um dos presos pelo crime confirmou a participação de Santos.

Para controlar a situação no bairro e evitar protestos, várias viaturas da PM e até o helicóptero Águia foram deslocados à região.

 

Fundado em 18 de novembro de 2011, o Jornal PIRANOT é uma marca da Empresa Júnior Cardoso LTDA. Aqui, notícias de Piracicaba são prioridades. Confira tudo o que acontece de mais importante na cidade em tempo real. Jornalismo 24 horas de plantão.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.