Connect with us

Piracicaba

Ferrato vai gastar R$ 400 mil na reforma do camelódromo de Piracicaba

Junior Cardoso

Published

on

Foto: Google Maps

Foto: Google Maps

O camelódromo central de Piracicaba, localizado ao lado do Terminal Central de Integração (TCI), será reestruturado. O anúncio foi feito na manhã de ontem pelo prefeito Gabriel Ferrato e o Secretário Municipal de Trabalho e Renda (Semtre), Sérgio Fortuoso. As condições de infraestrutura e segurança foram pauta de reunião ocorrida entre os permissionários do camelódromo, o secretário e o setor de Economia Informal da Semtre. A previsão é que a obra seja iniciada em março de 2016 e o investimento é de aproximadamente R$ 400 mil.

A intervenção levou em conta a necessidade de atender a uma antiga reivindicação dos permissionários, apresentadas em reuniões com o próprio Secretario e sua equipe, para intervenção naquele espaço, ação que beneficiará quem trabalha no local, aquele que opta pelo consumo e ainda a população que utiliza o espaço como um meio de circulação, necessidade também apontada em uma pesquisa realizada pela ESALQ (2013) que traçou o perfil do comércio ambulante e dos microempreendedores individuais em nosso município.

CAME1

Foto: Justino Lucente / Assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Piracicaba

Em outra importante pesquisa, recentemente concluída, foi contabilizado o fluxo de pessoas que diariamente transitam naquele espaço, confirmando a necessidade de intervenção de modo a melhorar a infraestrutura e a segurança, tanto para os permissionários como para todos que por ali passam.

De acordo com o secretário Sérgio Fortuoso, o estudo dessa intervenção e elaboração do projeto foi realizado pela empresa Construir – Projetos e Obras com parceria dos arquitetos Kako Braga e Rodrigo Ueno, do escritório Braga Bueno Arquitetos e com apoio da Secretaria Municipal de Obras. A pesquisa foi realizada pelo Instituto CW7, durante seis dias (segunda a sábado), das 7 às 19 horas, identificando que o fluxo de pessoas no local é de cerca de 6 mil pessoas por dia, o qie resulta em 160 mil/mês.

Segundo o prefeito Gabriel Ferrato, a obra além de atender a uma reivindicação, visa melhorar a estrutura do atendimento. “Não basta apenas qualificar os trabalhadores, é necessário qualificar os espaços e esse é o objetivo da obra. Estamos preparando cada vez mais a cidade para melhor atender”, afirma Ferrato.

O LOCAL – O camelódromo central de Piracicaba foi implantado em 1992, através do Decreto nº 5.941, de 18 de dezembro de 1992. Era composto de 60 (sessenta) pontos fixos, destinados para comercialização de produtos alimentícios e diversos, barracas padrão ou carrinho de mão. O gerenciamento do espaço era feito, inicialmente, pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Sema).

Atualmente, existem 93 boxes, estando 61 permissionários regularizados, que comercializam produtos diversos, e 32 boxes não ocupados. Duzentos e sessenta e oito pessoas estão aguardando na lista de espera de interessados em ocupar um box no local. Com a reestruturação, o espaço de 980 m² contará com 95 boxes para comercialização e cinco para alimentação.

Observa-se que os boxes não ocupados permanecerão nessa condição para facilitar a execução da reforma, sendo que após a finalização das obras serão disponibilizados aos interessados, atendendo sempre à ordem de inscrição e à legislação vigente.

Com informações da Prefeitura Municipal de Piracicaba.

Diretor, editor chefe e jornalista do PIRANOT. Começou a trabalhar em 2007, aos 14 anos, quando lançou seu primeiro blog na internet. Em 2011, criou o PIRANOT e fez parte, por três anos, de um programa da extinta TV Beira Rio. Estudou jornalismo na UNIMEP e assessoria de imprensa no SENAC. Fez estágio na Câmara de Vereadores e teve passagens por duas rádios de Piracicaba.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.