Connect with us

Piracicaba

Em Piracicaba, idosa de 65 anos cai em golpe por telefone e perde R$ 16.260 reais

Rafael Fioravanti

Published

on

Uma mulher de 65 anos caiu em um golpe de estelionato por volta das 17h desta segunda-feira (30), em Piracicaba (SP). A vítima, além de fornecer por telefone suas senhas ao estelionatário, chegou a entregar seus cartões bancários a um indivíduo que compareceu na porta de sua casa.

Piracicaba

Foto: Wagner Romano / PIRANOT

De acordo com informações registradas em Boletim de Ocorrência, a vítima de 65 anos estava em sua residência, no bairro Dois Córregos, momento em que recebeu um telefonema de um homem que dizia ser funcionário dos bancos Santander, Itaú e Caixa Econômica Federal. Por telefone, o indivíduo disse que várias operações haviam sido feitas com os cartões da vítima na cidade de Guarulhos, grande São Paulo.

A vítima disse que as operações não haviam sido autorizadas por ela e forneceu ao criminoso, ainda por telefone, todos os números de seus cartões, além das respectivas senhas.

Em seguida, o estelionatário ainda disse à vítima que outro funcionário do banco compareceria em sua residência para buscar os cartões. O criminoso realmente compareceu na casa da vítima minutos depois, sendo que todos os cartões dos bancos lhe foram entregues.

Posteriormente, já na delegacia, a vítima contou que o criminoso que foi até sua residência era um homem moreno, de estatura mediana e de cabelo curto com algumas partes da frente tingidas de loiro, além de não possuir barba, bigode, cicatriz ou tatuagem visível. Ela disse ainda que o criminoso aparentava ter cerca de 25 anos de idade.

No Boletim de Ocorrência, a vítima disse ainda que não obteve êxito em bloquear seus cartões junto às instituições bancárias e que, até o momento, sofreu um prejuízo de R$ 16.260 reais.

O caso foi registrado na Polícia Civil às 21h06 desa segunda-feira (30), como crime de estelionato, incurso no Artigo 171 do Código Penal Brasileiro. O 6º Distrito Policial de Piracicaba ficou encarregado de investigar o ocorrido.

Para evitar aglomerações em delegacias, confira serviços que podem ser feitos on-line

Rafael é formado em jornalismo (comunicação social) pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do Jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.