Connect with us

Piracicaba

Em Piracicaba, força-tarefa faz limpeza de áreas atingidas pelas enchentes

Rafael Fioravanti

Published

on

A Prefeitura de Piracicaba informou, no começo da tarde desta terça-feira (11), que já está trabalhando para amenizar os efeitos das chuvas que fizeram o Rio Piracicaba e o ribeirão Piracicamirim extravasarem na noite desta segunda e madrugada de hoje. Os bairros mais atingidos foram Maracanã, Piracicamirim, Morumbi, Bosque da Água Branca e Rua do Porto.

Foto: Divulgação.

Equipes da Defesa Civil, Secretaria Municipal de Obras (Semob), Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Sema), Secretaria de Trânsito e Transportes (Semuttran), Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) e Semae, com auxílio do Corpo de Bombeiros e do Águas do Mirante, estão envolvidas na força-tarefa.

De acordo com o diretor da Defesa Civil do município, Odair Mello, o ribeirão Piracicamirim subiu e invadiu residências nos bairros Maracanã, Piracicamirim e Morumbi. Alguns moradores atingidos preferiram ficar em suas casas, mesmo após o pedido da Defesa Civil para que deixassem o local. Eles disseram que a última vez que o ribeirão subiu dessa forma foi em 2013. O Corpo de Bombeiros retirou idosos e uma cadeirante de residências invadidas pelas águas no Maracanã. Ninguém ficou ferido.

No Bosque da Água Branca, as ruas Goiânia e Buenos Aires foram invadidas pelas águas do córrego Água Branca, afluente do Piracicamirim.

O rio Piracicaba chegou a 5,08 metros durante a madrugada (ele extravasa ao atingir os 4,70 metros) e, por conta disso, invadiu trecho da Avenida Alidor Pecorari, que teve de ser fechada. Peixes corimbatá e sardelas puderam ser vistos pela rua. Por volta das 12h, a avenida foi limpa, e, na sequência, acabou aberta.

Limpeza e cadastramento

O diretor da Defesa Civil informou que ainda há pontos de alagamento nos bairros Morumbi e no Bosque da Águas Branca. As equipes da Prefeitura fazem o recolhimento dos materiais arrastados pela água, como entulho e móveis, com a disponibilização de caminhões, retroescavadeiras e trabalhadores braçais.

Equipes da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) também estão nos locais para fazer o cadastramento dos atingidos e anotar as demandas dos moradores para encaminhá-las às secretarias responsáveis.

A Defesa Civil e demais secretarias ainda estão em alerta, já que a previsão é de mais 49 milímetros de chuva para hoje.

 

  • Sua moto está precisando de manutenção, acessórios ou peças? Então conheça a SOS Motos e encontre tudo o que você precisa. Clique aqui e veja mais.

Rafael é formado em jornalismo (comunicação social) pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do Jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.