Connect with us

Piracicaba

Em Piracicaba, diminuição da frota de ônibus causa superlotação e preocupa passageiros

Published

on

Por conta da pandemia causada pelo coronavírus (COVID-19), e acatando também uma determinação da Prefeitura, a Via Ágil (empresa responsável pelos ônibus de Piracicaba) anunciou nesta segunda-feira (23) que reduziu a frota do transporte público por conta da queda no número de usuários. A decisão, porém, desagradou muitos usuários.

Foto: Gabriel Vicente / Você no PIRANOT

Por conta da diminuição na frota, muitos usuários têm procurado o Jornal PIRANOT para relatar excesso de lotação nos ônibus — algo que, por conta da pandemia, vai totalmente na contramão daquilo que vem sendo anunciado pela Secretaria de Saúde, que é evitar locais com grande concentração de pessoas. “Se não pode ter aglomeração, então por que os ônibus estão cheios? Por que nenhum vereador ou até o próprio prefeito não vai até os terminais para ver isso? Seremos obrigados a ser infectados no transporte público, que já era ruim, e agora ficou simplesmente sem nenhuma segurança para ser usado?”, escreveu um leitor chamado Ademilson Pucineli.

Outra leitora, identificada como Noemi Ferrarezi, escreveu: “Diminuir a frota não é prevenir, é notoriamente a propagação dessa praga, uma vez que os ônibus estão abarrotados de gente por conta disso. Falta bom senso da prefeitura e do secretário do transporte, está insano.”

A fim de esclarecer o assunto, o PIRANOT entrou em contato com a Via Ágil nesta quarta-feira (25). Em nota, a empresa informou que “o número de passageiros caiu ainda mais desde segunda-feira, cerca de 75%. A equipe técnica da Via Ágil e da Semuttran continua nas ruas, verificando a necessidade de cada linha. Algumas delas já foram modificadas para melhor atender a população, principalmente no horário de pico.” A empresa garantiu ainda que o monitoramento continuará durante toda a pandemia.

Foto: Gabriel Vicente / Você no PIRANOT

Com coronavírus confirmado em Piracicaba, Prefeitura pede isolamento à população

Rafael Fioravanti é formado em jornalismo (comunicação social) pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redação e integra a equipe do Jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.