Governo de SP prorroga Fase Emergencial da quarentena até 11 de abril

Em vigor desde 15 de março, medida iria incialmente até o dia 30

O Governo de São Paulo prorrogou a Fase Emergencial, que prevê regras mais rígidas do que a Fase Vermelha da quarentena, até o dia 11 de abril. A medida entrou em vigor no dia 15 de março e deveria permanecer até o dia 30. Entretanto, por conta do grande aumento de casos e do colapso no sistema de saúde, a gestão estadual decidiu ampliar o período das restrições.

Segundo informações do governo, durante coletiva de imprensa desta sexta (25), o Estado de São Paulo registrou 1.193 novas mortes provocadas pela Covid-19, novo recorde em 24 horas desde o início da pandemia. Com a marca, o Estado passa de 70 mil vidas perdidas para o coronavírus.

Relembre as regras da Fase Emergencial

O que NÃO PODE FUNCIONAR na Fase Emergencial

De forma resumida e mais clara, veja o que não pode funcionar:

  • Serviço de retirada de todos os setores. Ou seja, estabelecimentos não poderão operar com serviço de retirada presencial de produtos, apenas delivery poderá funcionar 24h;
  • Lojas de materiais de construção;
  • Celebrações religiosas coletivas;
  • Atividades esportivas coletivas;
  • Uso de praias e parques;
  • Escolas da rede estadual ficarão abertas apenas para oferta de merenda. Rede privada poderá atender alunos de pais que precisam trabalhar fora, com limite de 35% da capacidade.

Toque de recolher

Foi implementado um toque de recolher entre 20h e 05h. Não será permitido circular durante o período, a não ser que seja extremamente necessário. Além disso, as máscaras são obrigatórias em ambientes internos e externos.

Escalonamento no horário de trabalho dos serviços essenciais

O governo recomendou o escalonamento do horário de entrada no trabalho para evitar aglomerações
no transporte público.

  • 05h – 07h: Trabalhadores da Indústria;
  • 07h – 09h: Trabalhadores de Serviços;
  • 09h – 11h: Trabalhadores do Comércio.

Escolas públicas e privadas

As escolas municipais e particulares poderão operar com 35% da capacidade.

Já na rede pública estadual, as unidades ficarão abertas apenas para oferta de merenda e distribuição de material. A entrega do material deve ser feita com um agendamento prévio. O governo decidiu ainda antecipar os recessos de abril e outubro para o período de 15 a 28 de março.

Atividades essenciais

As atividades essenciais seguem autorizadas e sem restrições de horários.

Fase Emergencial em Piracicaba (SP)

prefeito Luciano Almeida assinou o decreto nº 18.637, que estabelece diretrizes na Fase Emergencial do Plano São Paulo de combate ao coronavírus. Veja como fica o funcionamento da cidade durante a fase em vigor clicando aqui.

Informar Erro
Leia também