Currently set to No Index
Connect with us

Notícias

Governo de SP determina fechamento de comércio em mais duas regiões do interior

Published

on

Com a aceleração do crescimento de internações fora da capital paulista, o governo João Doria (PSDB) afirmou nesta sexta-feira (19) que mais duas regiões do interior paulista -Registro e Marília- terão de retroceder na flexibilização.

Governo de SP determina fechamento de comércio em mais duas regiões do interior

Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress

Ambas as cidades sairão da fase laranja do plano, que permite comércios abertos, para a vermelha, em que há previsão de funcionamento apenas de atividades essenciais. Além disso, o Comitê de Saúde emitiu nota técnica sugerindo aos prefeitos de Campinas e Sorocaba que também promovam maior endurecimento.

As informações foram apresentadas no Palácio dos Bandeirantes, na zona oeste de São Paulo, em coletiva sobre medidas contra a pandemia.

Semanalmente, a gestão Doria faz um balanço do chamado Plano SP, que trata das ações de reabertura no estado. Dependendo dos índices que alcançarem, as regiões de SP podem tanto ser autorizadas a reabrir novos setores da economia quanto ser obrigadas a fechar. Após o início da flexibilização, as ruas do estado lotaram de pessoas, que fizeram filas para entrar nos comércios.

De acordo com Carlos Carvalho, coordenador do comitê contra o novo coronavírus, houve aumento de internações em Registro (51%) e Marília (67%).

Segundo o médico, também foi emitida uma nota técnica sugerindo aos prefeitos de Campinas e Sorocaba o endurecimento da quarentena. Embora as regiões às quais as cidades pertencem ainda tenham condições de permanecer na chamada fase laranja, a situação de ambas as cidades atendeu alerta no governo.

Outras regiões do interior também tiveram que regredir na flexibilização: Presidente Prudente, Ribeirão Preto e Barretos.