Família morta em pacto é identificada e trechos de carta é divulgada pela imprensa americana

As seis pessoas que morreram foram identificadas: os gêmeos Farhan Towhid de 19 anos e sua irmã Farbin, seu irmão Tanvir de 21 anos, seus pais Iren e Towhidul Islam e a avó das crianças, Altafun Nessa. A polícia acredita que Farhan e seu irmão Tanvir realizaram o massacre antes de se matarem.

Foto: Toofab

Segundo o site americano Toofab, investigadores confirmaram que o irmão mais novo postou uma nota de suicídio no Instagram, explicando a lógica distorcida por trás de suas ações. Embora sua conta do Instagram tenha sido desativada, a nota foi amplamente compartilhada online.

Nela, o rapaz detalha quatro “questões muito importantes” que encontrou na vida: 1 – dificuldade de obter ajuda; 2 – pessoas que não entendem o que é a verdadeira depressão; 3 – O escritório deveria ter terminado quando Michael saiu; e 4 – O controle de armas nos EUA é uma piada. “Ei, pessoal. Eu me matei e minha família”, ele começa. “Se vou morrer, é melhor chamar um pouco de atenção.”, diz um trecho.

O começo da depressão

O rapaz, na publicação, detalha como começou a se cortar – pessoas com depressão podem se mutilar -, lembrando a data exata em que começou, usando uma tesoura artesanal na décima série, antes de passar para as facas e fazer isso várias vezes por semana. Ele lamenta que aqueles que sabiam de sua depressão só se oferecessem para ajudar, mas não de verdade, já que lidar com uma pessoa deprimida dá “muito trabalho”.

“As únicas pessoas que realmente permanecem são aquelas que são obrigadas”, disse ele. Quando ele finalmente se abriu com seu pai, ele disse que “trabalhou duro tentando ajudar”, diagnosticando e medicando-o e matriculando-o em um campo de saúde mental para adolescentes.

As coisas melhoraram; ele perdeu peso, ganhou amigos, se destacou em programação de computadores e “de alguma forma conseguiu uma namorada que estava muito fora do meu alcance.”, disse.

“Minha vida foi perfeita, mas isso não mudou o fato de eu estar deprimido”, escreveu ele, acrescentando que, embora dobrar a medicação funcionasse por um tempo, era apenas temporário. “Cada solução sempre foi temporária.”, disse.

Depois de confessar seus pensamentos para seu colega de quarto na faculdade, ele disse que foi expulso do dormitório e desistiu inteiramente pouco depois; ele e seu irmão passaram muito tempo assistindo programas de TV; é nesse ponto que a nota se transforma em um discurso retórico sobre o personagem de Steve Carrell em The Office.

“Isso me leva ao meu terceiro ponto principal: The Office deveria ter terminado quando Michael saiu”, escreveu ele, elogiando o show, mas criticando como ele terminou.

“Continuamos assistindo até 21 de fevereiro de 2021. Esse é o dia em que meu irmão mais velho entrou em meu quarto com uma proposta: se não conseguirmos consertar tudo em um ano, vamos matar a nós mesmos e nossa família.”. “Permita-me explicar. Qualquer pessoa que me conheceu sabia que eu operava com pura lógica. Cada decisão que tomo é baseada em uma lista de prós-contras, incluindo aquela de matar minha família.”.

“Eu amo minha família”

Ele prossegue, teorizando que o sentido da vida é a felicidade e, se não se pode ser feliz, não há sentido em viver. Ele então supõe que se ele simplesmente se suicidasse, sua família passaria o resto da vida na miséria e na culpa.

“Eu sei que disse que opero na lógica, mas o único aspecto emocional da minha vida é a única razão pela qual estou aqui. Eu amo minha família. Eu realmente amo. E é exatamente por isso que decidi matá-los.”

Depois de planejar inicialmente esperar um ano, ele disse que perceberam que não adiantava. “Por que não esperar um mês?”

“O plano era simples. Pegamos duas armas, eu pego uma e atiro na minha irmã e na minha avó, enquanto meu irmão mata nossos pais com a outra.

“Eu diria que a única parte difícil do plano era conseguir as armas, mas isso seria uma mentira.”

O que o levou ao seu quarto e último ponto: “O controle de armas nos Estados Unidos é uma piada.”

Comprar armas é tão fácil como adquirir um refrigerante

Ele disse que seu irmão simplesmente tinha que ir à loja de armas, dizer algo sobre a defesa doméstica, assinar alguns formulários e pronto. Quando questionado se ele tinha algum problema de saúde mental, ele simplesmente respondeu “não”. Ele não precisava de provas para mostrar que não estava tomando remédios – o que estava acontecendo.

“Literalmente, qualquer um pode conseguir uma arma se não tiver sido oficialmente diagnosticado ‘”, escreveu ele. “Obrigado por tornar o processo tão fácil.”

Último gesto antes do crime

Ele disse que usou seus últimos momentos para se livrar de todo o seu dinheiro, tentando doar para GoFundMes, atacando a empresa por listar as campanhas já bem financiadas no topo.

“E agora estamos aqui”, concluiu. “Bem, eu acho que minha família e eu não somos, mas você entendeu.”

Informar Erro
Leia também