Connect with us

Opinião

#VisãoCRÍTICA: Os Corintianos andam sem noção

Junior Cardoso

Published

on

Vendo a matéria na Globo, sobre a tragédia que aconteceu na Bolívia onde um torcedor do Corinthians matou um adolescente, tiro algumas conclusões baseadas em meras opiniões particulares minhas.

Os corintianos que me perdoem, mas o fanatismo pelo clube subiu tanto na cabeça que para a sociedade, sua presença está se tornando chata.
Chata por que não podemos torcer para outro time, não podemos debater futebol ou simplesmente comemorar a vitória de um rival.

Lembro o dia que o Corinthians perdeu um jogo e meu vizinho, com fama de calminho saiu na rua querendo bater em todos que estava comemorando a vitória de um outro clube que jogava contra.

Os corintianos precisam se adaptar e se tocar que o time perfeito deles só está crescendo com a ajuda massante das Organizações Globo que tem com o Corinthians contratos milionários de exclusividades em venda de produtos e marcas licenciadas.

Vocês se lembram quando o Grupo Silvio Santos tentou contratar o Ronaldo para uma campanha publicitária para os 30 anos do SBT?
Para quem não se lembra, o SBT e o Ronaldo desistiram da ideia após a Globo decretar guerra contra o gordinho. “Se você fizer o comercial, vamos cortar todo o marketing e benefícios que estamos fazendo com sua imagem.”.
Ronaldo achou melhor não pagar para ver, afinal, sua imagem vem sendo até hoje construída com a ajuda do poderoso marketing que envolve o futebol em todo o mundo e pelos rios de dinheiro que correm por trás de contratos onde o pobre torcedor não consegue enxergar que tudo é uma ilusão.
Ilusão á base de muito dinheiro.

Aos corintianos, peço respeito e um pouco pelo menos de juízo, comemorem sim, chorem, sejam ótimos torcedores, mas não dê ao Brasil e ao mundo desgostos como esse, onde um pobre torcedor morreu.

Não deixem suas cabecinhas, que na maioria das vezes, sem acesso á informação cometam burrices como essa.
Pensem no impacto dos seus atos e consequência deles.

Vamos torcer sim, mas com responsabilidade e juízo.
E se possível, não se iluda deixando viajar por uma imagem que não existe.
Futebol significa dinheiro.
Não no Brasil somente, mas no mundo.

Acorda!

Diretor, editor chefe e jornalista do PIRANOT. Começou a trabalhar em 2007, aos 14 anos, quando lançou seu primeiro blog na internet. Em 2011, criou o PIRANOT e fez parte, por três anos, de um programa da extinta TV Beira Rio. Estudou jornalismo na UNIMEP e assessoria de imprensa no SENAC. Fez estágio na Câmara de Vereadores e teve passagens por duas rádios de Piracicaba.