Connect with us

Esporte

Situação Financeira do Fluminense Após 30 dias do Coronavírus

Rafael Fioravanti

Published

on

Devido à paralisação dos campeonatos nacionais, por conta da pandemia do coronavírus (Covid-19), muitos clubes têm enfrentado dificuldades em controlar sua vida financeira. E com o Fluminense não é diferente. Confira, no artigo abaixo, o que o Fluminense tem feito para controlar a crise, sem deixar de honrar seus compromissos.

Situação Financeira do Fluminense Após 30 dias do Coronavírus

Foto: Lucas Merçon / Fluminense

Situação Financeira do Fluminense com os Jogadores

O Fluminense deu 20 dias de férias para todos os seus jogadores e comissão técnica, já contadas a partir do dia 01 de abril – prazo que poderá ser prorrogado por mais 10 dias, dependendo de como as coisas andarem. Como cada clube ficou responsável por negociar direto com seus jogadores e funcionários, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, passou a semana negociando com o elenco, porém não obteve sucesso em chegar a um consenso. A diretoria do clube, na realidade, montou uma proposta para o semestre e propôs diferentes reduções por mês, variando de 15% a 25%. O que deu o que falar, no entanto, foi que o corte seria mantido até o mês de junho, independente da volta — ou não — dos campeonatos nesse período.

Sobre atraso salarial, o Fluminense corre para acertar o mês de fevereiro (quitou esta semana 40% da remuneração para jogadores e funcionários), antes do vencimento de março.

Situação Financeira do Fluminense com os Funcionários

Entre os funcionários, a redução salarial começou por iniciativa própria de dirigentes. Diretores, gerentes e prestadores de serviços comunicaram, por meio de uma carta à diretoria, que abririam mão de 15% de seus salários para destinar a quantia ao pagamento dos funcionários que ganham menos. O presidente Mário Bittencourt usou suas redes sociais para elogiar a atitude de seus companheiros e dizer que o Fluminense adotaria medidas para “amenizar os prejuízos” do clube durante esse período difícil de quarentena. Após essa declaração, o clube se adiantou em pedir suspensão de penhora na Justiça, deu descontos em mensalidades para sócios proprietários e contribuintes e dobrou os benefícios dos sócios-torcedores.

Campeonato Estadual Voltará a Ser Disputado em 2020?

É sabido que o Vasco já decretou férias a seus jogadores, à comissão técnica e demais funcionários do departamento de futebol. As férias tiveram início no dia 01 de abril e seguirão até o dia 20, tudo devido à pandemia do coronavírus. Contudo, vale lembrar que o elenco profissional já não faz treinamentos desde o último dia 17, quando o isolamento devido à pandemia foi intensificado em todo o Estado do Rio de Janeiro.

A Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ) decidiu, ainda nesta semana, que o vencedor do Campeonato Carioca será definido conforme o regulamento. Isso significa que não haverá qualquer manobra para eleger quem ficará com o título. O encontro foi feito por meio de videoconferência e contou com a presença de Rubens Lopes, presidente da FERJ, e demais representantes dos 16 clubes que disputam o Estadual. O Campeonato Carioca já está suspenso desde o último dia 16.

O que ainda não foi decidido é se o campeonato Estadual será disputado junto com o Campeonato Brasileiro, ou se o torneio prosseguirá em outro período no ano. Por conta desta dúvida, os dirigentes prometeram dialogar com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para que tudo seja resolvido da melhor forma possível.
O campeonato estadual ficará suspenso aproximadamente até o dia 30 de abril.

Situação do Campeonato Brasileiro até o Momento

Com todas as competições suspensas em meio à pandemia do coronavírus (Covid-19), os clubes e também a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) debatem qual será o rumo do calendário do futebol brasileiro. Até o momento, ainda não há uma data nem uma estimativa de quando os jogos recomeçarão. Tudo, até o momento, segue incerto, contudo uma coisa já foi esclarecida: as datas não devem invadir a temporada 2021.

Quanto à temporada 201, as datas e compromissos serão totalmente preservadas. Assim que tudo for normalizado e esse pandemia de coronavírus (Covid-19) finalmente chegar ao fim, a grande prioridade será concluir os estaduais e a Copa do Brasil.

Um dos motivos de os times e da própria CBF não querer alterar em nada o calendário 201 será, em parte, por conta dos patrocinadores. O calendário 2021 já envolve acordos fixos e as emissoras transmissoras em torno do número de datas e período das competições. Por isso, qualquer alteração traria grandes prejuízos a todos os envolvidos.

O Fluminense conseguirá pagar suas contas neste mês de abril?

Por conta da paralisação dos campeonatos em todo o país, devido à pandemia do coronavírus (Covid-19), o Fluminense, assim como todos os outros times, vive um momento de dificuldade financeira. O clube vem precisando parcelar os salários neste início de ano e, atualmente, deve 60% de fevereiro para jogadores e funcionários CLT, além de 100% do segundo mês do ano para os PJ.

Rafael é formado em jornalismo (comunicação social) pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do Jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.